Como construir uma carteira de ... - Guia do Bitcoin

🔵 Aprenda como usar, fazer backup, enviar e receber criptomoedas usando uma Carteira ᕭash. - Dicas sobre Bitcoin - mais rápido rápido

🔵 Aprenda como usar, fazer backup, enviar e receber criptomoedas usando uma Carteira ᕭash. - Dicas sobre Bitcoin - mais rápido rápido submitted by infocryptocoins to CertificadoDigital [link] [comments]

Acho que vou levar calote | Venda de canal do YouTube

Eu tenho um canal pequeno, com 54k inscritos, mas tem uma boa visualização (nos últimos 12 meses ele foi visto por 9.4Mi de usuários). Mas não estou aqui para fazer propaganda.
Nesses dois dias de anúncio eu já recebi 2 tentativas de golpe (uma aqui e a outra nos EUA). Tem uma pessoa que é das Filipinas e está morando nos EUA, ela quer pagar em bitcoin pelo canal, certa de 0.045BTN, algo em torno de $483.
Mas antes, eu preciso adicionar ela como proprietária do canal (no youtube existe Proprietário Principal, Proprietário, Gerente e Gerente de conteúdo). Geralmente para se transferir o canal para outra pessoa [ou para outro e-mail], você deve criar uma conta de marca, transferir o seu canal para essa conta de marca, adicionar esse e-mail ao qual receberá a conta e somente após 7 dias eu posso adiciona-la como proprietário principal e assim, eu deixaria de ser o dono do canal.
Ela vai me pagar o bitcoin no sétimo dia. Já criei a carteira e já tenho as chaves. Assim que ela transferir eu vou adiciona-la como proprietário principal.
Mas tem algo que não está batendo e isso está me cheirando a calote, mas outra parte de mim quer esses Bitcoins. As outras fraudes eu consegui identificar com tranquilidade, mas...
Alguém já vendeu algum canal do youtube?
Ps.: Eu sei que eu deveria postar em um local de tecnologia, mas eu gosto do pessoal daqui. Eu não quero a opinião técnica de especialistas, mas de pessoas que vive no dia a dia mesmo.
submitted by lsraposo to desabafos [link] [comments]

Meu primeiro tópico! Meu desabafo contra pirâmides financeiras

Olá!
Minha primeira participação aqui por indicação de uma amiga, sou nova e resolvi escrever a respeito do assunto tanto para me expressar / aliviar quanto para alertá-los.
Sou doutoranda em economia e trabalho no mercado financeiro há 11 anos, em um grupo de investimentos sério e privado. Eu conheço sobre blockchain e criptomoedas há mais de 8 anos.
Eu não suporto mais as pessoas acreditarem em "dinheirinho" do banco imobiliário. Não estou dizendo que o futuro das criptomoedas não é útil. Mas o aproveitamento disso para golpes é uma coisa horrorosa principalmente aqui na nossa terrinha. A ignorância das pessoas é o grande fator de aproveitamento das oportunidades para golpes. Muita gente sem caráter e gente que perdeu , literalmente o que conquistou com anos de trabalho e deu seus bens de graça na mão de pessoas fraudulentas e bandidas.
Mas, ainda bem que tem gente de bem no país: O Portal do Bitcoin que divulga esses escândalos e tem uma rede de contatos de pessoas das "antigas" que detectam essas fraudes facilmente. Na medida que surge uma coisa nova, sempre tem oportunistas. A diferença é detectar uma empresa oportunista a tempo de não tomar um golpe.
Vocês acompanharam o escândalo que houve com diversas pirâmides no Brasil envolvendo criptomoedas?
Unick forex, Grupo Bitcoin Banco, Atlas Quantum, 3xBit etc? Tudo está postado no portaldobitcoin.com
Meu desabafo é:
- PAREM de confiar a segurança do dinheiro digital e deixá-lo nas exchange. Uma hora podem FRAUDAR um golpe (e não ser verdade o tal do golpe ou não ter comprovação), e passarem o RASTELO e roubarem tudo que vc tem; Não se sabe ao certo sobre o Grupo Bitcoin Banco de Curitiba/PR se foi ou não golpe. Na minha opinião ELES aplicaram um golpe em todo mundo e colocaram uma desculpinha esfarrapada para os investidores. Tem vídeo de pessoas que precisavam do dinheiro para pagar tratamento do pai que estava no hospital etc. Uma vergonha.
- A 3xBit de Campinas/SP, certa vez meu diretor disse: não é possível que pessoas CONFIEM em um pedaço de papel que lhes garanta o aluguel do bitcoin (visto que a moeda não é regulada) a uma "exchange" que PROMETE pagar lucros. Entendam: UMA VEZ que vc transferiu seus BITCOINS para a carteira de outra pessoa, empresa etc (outro endereço digital). JÁ ERA! O PAPEL NÃO SERVE para vc reclamar no PROCON nem no Bacen. Só sentar no colo da mamãe e chorar pela cagada!
- Atlas Quantum de São Paulo capital, fez um esquema de "arbitragem infinita" como no caso do Bitcoin Banco também. Minha suspeita é que "formaram uma quadrilha" para tomar todo o dinheiro digital dos brasileiros de boa fé e criaram um esquema totalmente organizado, profissional para isso. Se vocês visitarem o linkedin das pessoas por de trás das empresas, ninguém eu disse NINGUÉM tem formação coerente, capacidade. É um TEATRO fraudulento.
- Unick forex é a mais "amadora" de todas, onde os caras com carinha de piedade diziam: traga seu dinheiro aqui e vamos te dar rendimentos "do gênio da lâmpada"... a VELHA promessa do almoço grátis sem qualquer garantia. A garantia é que vc vai se ferrar e eles saírem ilesos. Um dos bandidos acabou de sair da cadeia agora ;-)
Minha revolta:
Eu torço para esses canalhas irem parar na cadeia TODOS OS DIAS. E estarei viva para ver isso acontecer. TODAS as exchange no Brasil são fraudulentas. O Surgimento do Mercado Bitcoin foi uma fraude. Um sócio do atual proprietário, SUMIU com muitos bitcoins de investidores no início da operação e o banana lá que está no comando, nunca esclareceu isso. Todos as pessoas antigas desse meio SABEM das FALCATRUAS cometidas.
Para mim, o dono da FOXBit teve o carro sabotado e por isso sofreu acidente. Eu duvido com a minha vida que aquele acidente tenha sido de fato "um acidente". Certeza que foi um "acidente planejado". Só tem BANDIDOS nesse meio. Não confiem em absolutamente nenhuma empresa que prometa rendimentos sem qualquer tipo de geração de riqueza ou corpo técnico / board qualificado. Você vê a formação das pessoas, linkedin de todos esses pilantras, é ridículo. De repente apareceram como "mega empresários" mas não eram nada disso antes.
Eu conheço diversas criptomoedas desde que surgiram. A maioria não passa de um game: dê seus bitcoins para mim e eu te dou um vale pastel que nunca será "pastel". Nunca perdi um tostão com criptomoedas e fico lamentando todos os dias por pessoas que perderam ANOS de trabalho nessas fraudes. Isso adoece as pessoas, atrapalha a economia de um país e deixa o cenário no exterior péssimo. Eu tenho contatos diariamente com investidores externos que colocam dinheiro em empresas brasileiras. TODOS ELES (eu disse TODOS) me ligam para perguntar dessas fraudes. E a pergunta básica deles é: não entendo tanta burocracia para fazer investimento no Brasil sendo que quem manda na economia do país que é o ministro e sua equipe, não colocam esses golpistas na cadeia! É contraproducente a postura! (ELES dizem isso para mim durante as reuniões, calls etc) e eu preciso me virar nos 30 para explicar que nessa terra sem lei, bandido não é preso e ainda convencê-los a entender que vale a pena acreditar no brasileiro de bem (o empreendedor, que gera riqueza, que emprega pessoas e que evolui o país - sem ELES não existe mercado financeiro).
CUIDADO. Fiquem atentos se vocês têm criptomoedas e operam nesse mercado ou estão estudando isso. MUITO CUIDADO.
submitted by piramidhater to desabafos [link] [comments]

[Portuguese] Community Points FAQ

Nota importante:
A versão beta do programa Community Points está na rede Rinkeby. Se você não souber o que isso significa - não remova os tokens de pontos da comunidade do Reddit do Reddit Vault tentando integrar outras carteiras da Ethereum ou enviando-os para contratos inteligentes.
O que são pontos da comunidade
Os pontos da comunidade são uma nova iniciativa do Reddit. São pontos que representam a propriedade de um subreddit.
Cada comunidade receberá seus próprios pontos de comunidade que eles obterão como nome e design.
Onde os pontos da comunidade são armazenados?
Os pontos da comunidade são um tipo de "token" "Ethereum" que é armazenado em uma "blockchain" - assim como o Bitcoin!
Isso significa que, depois de ganhar os tokens, você os possui.
Você pode armazená-los em seu "Reddit Vault" ou em uma carteira tradicional do Ethereum.
Quantos pontos comunitários existem?
Há um total de 250 milhões de cada tipo de ponto da comunidade.
Portanto, o subreddit / r / Cryptocurrency terá no máximo 250M de tokens "$ MOON", mas outro subreddit terá no máximo 250M de seu próprio token.
Todos os 250M tokens / pontos são liberados imediatamente?
Não. Para começar, haverá apenas 50M de cada token. Eles serão concedidos aos usuários com base nas postagens que eles fizeram anteriormente no subreddit.
Os outros 250 milhões de tokens serão concedidos lentamente semanalmente.
O valor concedido a cada semana é o mesmo?
Não. A quantidade de tokens concedidos ficará menor a cada semana, e durará até que os 250M tokens sejam criados. A data estimada para isso é em algum momento de 2050.
Como ganho Pontos / Tokens da Comunidade?
Você ganhará os tokens com base em suas contribuições para o subreddit.
Quando você faz uma postagem ou um comentário que é votado, você ganha uma parte dos tokens que são distribuídos pelo sistema naquela semana.
Outros usuários também podem "dar gorjeta" a você. Isso significa que eles fornecerão alguns dos tokens que ganharam.
Para que posso usar pontos / tokens da comunidade?
Você pode usar os tokens para comprar "Associações Especiais" para cada subreddit individual.
Essas associações oferecem recursos especiais no subreddit. Esses incluem:
Quanto custa a associação especial?
A "Associação Especial" para um subreddit varia de custo entre diferentes tokens.
No subreddit / r / Cryptocurrency, a associação custa 1000 MOONS por mês.
O que acontece com os pontos / tokens da comunidade que eu uso para a associação especial?
Quando você usa seus tokens para a "Associação Especial", esses tokens serão "queimados" - que é uma gíria de criptomoeda destruída.
Isso significa que sempre haverá menos de 250 milhões de tokens, pois eles continuarão a ser usados ​​horas extras.
Posso usar pontos / tokens da comunidade para mais alguma coisa?
Sim.
Você também poderá usar os tokens que ganhou para votar em pesquisas ponderadas ou enviar uma dica para outros usuários.
Por fim, por ser um token ERC-20 Ethereum, você pode transferi-lo para outros sites e integrá-lo a outros produtos. Isso permite que você compre, venda, negocie e use o token onde quiser.
O que é o Reddit Vault?
O "Reddit Vault" é uma seção especial do aplicativo móvel do Reddit que permite conectar-se a uma carteira com Ethereum. Nesta seção, você poderá reivindicar seus tokens, ver seus saldos de tokens e resgatar os tokens.
Às vezes, seu Reddit Vault também pode ser chamado de "carteira", pois essa é a terminologia comum na indústria de blockchain.
Como criar um Reddit Vault?
Você pode criar seu Reddit Vault no aplicativo Reddit no iOS e Android.
Você clicará no seu perfil e selecionará "Vault" e ele o guiará pelas etapas.
Se precisar de instruções mais detalhadas, consulte as instruções detalhadas
Preciso usar o Reddit Vault como minha carteira?
Não. Você não precisa usar o Reddit Vault como sua carteira - mas isso permite que você faça o backup da sua carteira no Reddit.
Se você deseja usar uma carteira Ethereum diferente, como o MetaMask ou o Brave Browser, pode importar sua 'frase inicial' da criação dessa carteira.
Isso é recomendado apenas para usuários experientes de criptomoedas.
Você pode encontrar as instruções para importar sua carteira existente para o Reddit Vault aqui
Se eu criar uma carteira usando o Reddit Vault, posso usá-la em outro lugar?
Sim.
Se você estiver criando sua primeira carteira de criptomoeda usando o Reddit Vault, convém importar essa carteira para um software diferente, como MetaMask ou 'Brave Browser'.
Você pode seguir estas instruções:
Certifique-se de definir sua carteira MetaMask ou Brave Browser Wallet para usar a rede de teste Rinkeby.
O que é a "Frase semente"?
Uma frase inicial é um conjunto de 12 palavras aleatórias usadas pelo software da carteira para ajudar a gerar nossa "chave pública" e "chave privada" que compõem sua carteira.
A frase inicial é a única maneira de recuperar uma carteira de criptomoeda se você perder nossa chave privada.
Onde devo guardar minha frase inicial?
Sua frase inicial deve ser armazenada em um local seguro. Idealmente, você não deve manter a frase inicial em uma imagem (no telefone) ou em um arquivo baixado ou em um bloco de notas digital.
É melhor anotar sua frase inicial ou usar um gerenciador de senhas como o LastPass para armazená-la com segurança.
Se eu perder minha frase inicial, o Reddit pode recuperar meus pontos de comunidade?
Não.
Se você perder sua frase inicial e não possuir sua chave privada, ninguém poderá ajudá-lo a recuperar sua carteira ou seus tokens. Eles estão perdidos para sempre.
Posso perder pontos do meu saldo?
Não.
Depois de reivindicar, você reivindicou seus pontos que estão na sua carteira na blockchain Ethereum. Ninguém pode tirar esses pontos de você. Nem mesmo a equipe do Reddit.
Você não perderá pontos por votos negativos em seus comentários ou em suas postagens. Você aprenderá apenas uma porcentagem menor de tokens na distribuição da próxima semana.
O que é uma chave pública?
Sua chave pública (também chamada de "endereço da carteira") é o seu endereço na blockchain. É semelhante a um endereço postal, pois identifica você e permite que as pessoas lhe enviem transações blockchain, semelhante à maneira como alguém pode enviar e-mail para o seu endereço residencial.
Assim como um endereço residencial, as informações não são particulares, mas são confidenciais. Você provavelmente não quer que todos tenham o endereço.
Sua chave pública será uma grande quantidade de números e letras, mas no Ethereum sempre começará com "0x"
O que é uma chave privada?
Uma chave privada é como sua senha. São informações privadas que devem ser mantidas em segurança.
Você nunca pode alterar sua chave privada. Portanto, se ficar comprometido, mesmo que você precise fazer uma nova carteira.
Nunca compartilhe sua chave privada com ninguém. Sempre.
A equipe do Reddit precisará conhecer minha frase inicial ou minha chave privada?
Não nunca.
Posso comprar / vender Community Points / Tokens?
Não há trocas por esses tokens, pois eles estão atualmente na rede de teste de Rinkeby.
submitted by AdamSC1 to CommunityPointsHelp [link] [comments]

Preciso entrar com processo para tentar receber

Olá, é minha primeira postagem nesse sub e também a primeira vez que preciso buscar meus direitos de uma forma jurídica.
A situação
Trabalhei de PJ em uma empresa durante 2 semanas alocado em um coworking com outras pessoas. A promessa era de que iríamos todos para Portugal na primeira semana de janeiro. A empresa pagava um salário ótimo, quem já estava lá tinha recebido o primeiro mês. No fim do ano a empresa (Treepart) teve suas contas bloqueadas pelo Ministério Público, pois cometeu diversas coisas ilegais com o dinheiro dos clientes e estava sendo enquadrada como pirâmide.
Me desfiz de 80% dos meus bens, incluindo roupas, quebrei contrato de aluguel e fui para minha cidade natal passar a virada e de lá iria pra Portugal. Porém, chegada a semana da viagem não tínhamos nenhuma expectativa de passagem. A empresa alegava que iríamos até começo de fevereiro, nesse meio tempo trabalhei de casa com um notebook que a empresa deixou comigo.
Em fevereiro nada aconteceu e então decidi parar de trabalhar e guardar os arquivos do meu trabalho comigo, ao menos dessa forma teria como fazer uma pressão pra receber e aí mandar o arquivo. Contatei o diretor da empresa, que também não tinha recebido nada mas continuava acreditando na empresa, mesmo sendo PJ como eu. O RH da empresa também não dava nenhuma perspectiva.
Descobri por meio de notícias que o dono da empresa limpou a conta da mesma, não tendo pago diversos funcionários e fornecedores. A matéria dizia também que ele tinha passado sua carteira de Bitcoin para o nome do filho, afim de escapar de pagar todo mundo.
O resumo
Gostaria da ajuda de vocês pra ter uma perspectiva de como posso entrar judicialmente para receber o salário e se possível danos morais, devido a toda reviravolta que dei na minha vida esperando a viagem acontecer.
Obrigado por lerem!
submitted by onurbach to ConselhosLegais [link] [comments]

Seria possível e viável substituir, em termos econômicos, as moedas por criptomoedas?

Vejam que me refiro aqui unicamente a questões econômicas, partindo do pressuposto que a aceitação/educação e a tecnologia já estão garantidas para tal.
Pois bem, direto vejo algumas pessoas defendendo essa ideia, de as criptomoedas se tornarem as moedas padrão em circulação e efetivamente substituírem (não apenas coexistirem com) as moedas tradicionais.
Mas aí penso na questão da enorme variação na cotação dessas moedas e em como seria na prática você ter hoje Bitcoins suficientes na carteira pra fazer as compras do mês e amanhã acordar pra descobrir que o Bitcoin agora vale metade do que valia ontem porque a galera tá migrando pro Etereum, por exemplo. Ou essa variação louca que temos hoje acontece em razão da oferta e demanda porque as criptomoedas ainda são tratadas basicamente como investimentos, como "algo que você pode converter em 'dinheiro de verdade' (como as ações de uma empresa ou um imóvel)", e não necessariamente como dinheiro por si sós (dinheiro real, dinheiro aceito para adquirir bens e serviços)? E sobre essa questão da oferta e demanda, supondo que as criptomoedas passem a ser usadas efetivamente como dinheiro e substituam as moedas correntes isso continuaria acontecendo? Digo, entendo isso em termos de alguém querer comprar Dólar porque o mercado americano está se fortalecendo, mas a partir do momento em que a moeda é global e não ligada a nada nem ninguém o que leva alguém a querer comprar ou vender essa moeda? Ainda, como você compra a mesma moeda que você usa (por exemplo, você tem 100 Reais, como compra 200 Reais [e não "como você adquire 200 Reais?", o que no caso seria trocando por algum bem que você tem ou serviço que pode oferecer]?)?
Vejo também a questão de termos várias criptomoedas diferentes, como Bitcoin, Etereum, Monero, em breve a Libra (do Facebook, que tem aí umas questões sobre não ser de fato uma criptomoeda), etc., etc., etc. Ok, hoje temos o Real, o Peso, o Euro, o Dólar e centenas de outras moedas, mas essas são moedas oficiais de cada país/região (de modo que se eu for comprar algo no Brasil vou usar o Real e fim de papo) e que têm uma certa estabilidade. Mas e quando as moedas são globais, "livres", sem lastro, de todo mundo e ao mesmo tempo de ninguém? As pessoas terão que ter um pouquinho de cada moeda na carteira, a aceitação acabará sendo ampla (pelo menos pra algumas moedas mais aceitas) ou naturalmente uma criptomoedasmoeda se tornará a moeda padrão e as demais acabarão sendo usadas por determinados nichos ou mesmo serão abandonadas? Ainda nesse ponto, como garantir que amanhã aquela minha moeda continuará existindo? Por exemplo, vai que o Satoshi acorda um dia de mau humor e resolve "apertar o botão" que acaba com o Bitcoin? Ou isso não existe e agora "o Bitcoin é do mundo" e seu criador não tem mais qualquer poder sobre a criação?
Tenho certeza que estou perdendo alguma coisa aqui, estou deixando de considerar algo, até porque meus conhecimentos de economia são menos do que básicos, e é por isso que crio esse tópico - pra ter essas dúvidas sanadas (ou pelo menos ver uma boa discussão em torna delas) e aprender alguma coisa.
Obrigado, e sintam-se livres pra adicionar mais pontos aos meus questionamentos e problemas levantados.
submitted by CaPeBaLo to investimentos [link] [comments]

Seria possível e viável substituir, em termos econômicos, as moedas por criptomoedas?

Vejam que me refiro aqui unicamente a questões econômicas, partindo do pressuposto que a aceitação/educação e a tecnologia já estão garantidas para tal.
Pois bem, direto vejo algumas pessoas defendendo essa ideia, de as criptomoedas se tornarem as moedas padrão em circulação e efetivamente substituírem (não apenas coexistirem com) as moedas tradicionais.
Mas aí penso na questão da enorme variação na cotação dessas moedas e em como seria na prática você ter hoje Bitcoins suficientes na carteira pra fazer as compras do mês e amanhã acordar pra descobrir que o Bitcoin agora vale metade do que valia ontem porque a galera tá migrando pro Etereum, por exemplo. Ou essa variação louca que temos hoje acontece em razão da oferta e demanda porque as criptomoedas ainda são tratadas basicamente como investimentos, como "algo que você pode converter em 'dinheiro de verdade' (como as ações de uma empresa ou um imóvel)", e não necessariamente como dinheiro por si sós (dinheiro real, dinheiro aceito para adquirir bens e serviços)? E sobre essa questão da oferta e demanda, supondo que as criptomoedas passem a ser usadas efetivamente como dinheiro e substituam as moedas correntes isso continuaria acontecendo? Digo, entendo isso em termos de alguém querer comprar Dólar porque o mercado americano está se fortalecendo, mas a partir do momento em que a moeda é global e não ligada a nada nem ninguém o que leva alguém a querer comprar ou vender essa moeda? Ainda, como você compra a mesma moeda que você usa (por exemplo, você tem 100 Reais, como compra 200 Reais [e não "como você adquire 200 Reais?", o que no caso seria trocando por algum bem que você tem ou serviço que pode oferecer]?)?
Vejo também a questão de termos várias criptomoedas diferentes, como Bitcoin, Etereum, Monero, em breve a Libra (do Facebook, que tem aí umas questões sobre não ser de fato uma criptomoeda), etc., etc., etc. Ok, hoje temos o Real, o Peso, o Euro, o Dólar e centenas de outras moedas, mas essas são moedas oficiais de cada país/região (de modo que se eu for comprar algo no Brasil vou usar o Real e fim de papo) e que têm uma certa estabilidade. Mas e quando as moedas são globais, "livres", sem lastro, de todo mundo e ao mesmo tempo de ninguém? As pessoas terão que ter um pouquinho de cada moeda na carteira, a aceitação acabará sendo ampla (pelo menos pra algumas moedas mais aceitas) ou naturalmente uma criptomoedasmoeda se tornará a moeda padrão e as demais acabarão sendo usadas por determinados nichos ou mesmo serão abandonadas? Ainda nesse ponto, como garantir que amanhã aquela minha moeda continuará existindo? Por exemplo, vai que o Satoshi acorda um dia de mau humor e resolve "apertar o botão" que acaba com o Bitcoin? Ou isso não existe e agora "o Bitcoin é do mundo" e seu criador não tem mais qualquer poder sobre a criação?
Tenho certeza que estou perdendo alguma coisa aqui, estou deixando de considerar algo, até porque meus conhecimentos de economia são menos do que básicos, e é por isso que crio esse tópico - pra ter essas dúvidas sanadas (ou pelo menos ver uma boa discussão em torna delas) e aprender alguma coisa.
Obrigado, e sintam-se livres pra adicionar mais pontos aos meus questionamentos e problemas levantados.
submitted by CaPeBaLo to BrasilBitcoin [link] [comments]

Discussão sobre Criptopmoedas (Bitcoin e Altcoins). Um pouco sobre o que aprendi e como você pode conhecer mais sobre esse mundo novo.

Oi, /Brasil!
Antes de qualquer coisa gostaria de fazer um ‘disclaimer’ sobre esse post:
Não estou aqui para fazer aquele marketing “Olhe como em apenas 5 passos você pode ficar muito rico!!”. Eu sou extremamente novo nesse mercado de Criptomoedas e aprendi tanta coisa nova e legal e gostaria de compartilhar meu conhecimento, tirar duvidas e quem sabe trazer novas pessoas nesse novo mundo.
 
Nesses últimos tempos vários posts sobre Bitcoin e Altcoins estão aparecendo aqui no /Brasil e muita gente discute sobre o assunto. Alguns extremamente céticos, uns curiosos e outros que já conhecem um pouquinho do assunto. Eu tentei dar um help pro pessoal que fez perguntas nos outros posts e alguns se juntaram ao grupo que organizei sobre Criptomoedas no Discord.
 
Não quero trazer também o “invista até não poder mais”. Esse mercado de criptomoedas é extremamente volátil e você pode sim perder dinheiro com isso. Nunca invista o que não pode perder.
 

Quero iniciar comentando sobre algo que muitos céticos usam:

“Bitcoin é uma bolha, ela vai estourar e você vai perder tudo.”
 
O que não é uma bolha, certo?
Bolha do ‘dot com’ e bolha da Apple a bolha do Tesla. Existem vários outros exemplos que eu poderia dar, mas eu não vim aqui pra isso.
 
A ideia central de Criptomoedas é ser um sistema descentralizado de qualquer banco, empresa e governo, ser seguro, open-source, totalmente criptografado, que é apoiado pela matemática implementada. Toda a história da moeda deve ser aberta ao público e você pode ver toda e qualquer transação feita na rede. Essas transações precisam ser processadas por máquinas que confirmam que essa transação não é um double-spending ou alguém querendo criar moedas “out of thin air”. Se alguém quiser hackear o sistema ele vai precisar quebrar toda a Blockchain da moeda (explicação mais abaixo).
 
Blockchain (cadeia de blocos) é todo o registro de tudo que aconteceu com a criptomoeda. Cada novo bloco é ligado ao ultimo bloco existente. Nenhum dado subsequente pode ser alterado sem que todos os outros blocos sejam alterados. Fazendo assim a criptomoeda em questão super segura. Blockchain é estudada para aplicações de gerenciamento de identidade, registro médico, prova de documentos, etc.
 
Você pode fazer uma transferência pequena de alguns trocados até com centenas de milhares Reais para qualquer lugar do mundo. Imagine você aqui no Brasil tem um parente lá na Coréia do Sul. Você quer mandar R$3000,00 para o parente. Para isso você precisa ir até o seu banco, solicitar uma transferência de alto valor, pagar todas as taxas do banco, do seu governo, talvez até do governo do país que será enviado, esperar até a data estipulada para o dinheiro chegar ao seu parente (a partir do dia do envio+2). Faça a pesquisa, você pode pagar muito alto por isso.
 
Agora leve em consideração o Bitcoin. Mesmo com uma taxa alta nesses últimos tempos (da ultima vez eu paguei R$12,00), imagine você mandar esses mesmos R$3000,00. Só que a transação é feita em até 60 minutos. Você manda a ordem de transferência da sua carteira até a carteira do seu parente, essa transferência de Bitcoin é registrada, então processada pelos mineradores e depois de um tempo o Bitcoin é validado na carteira do seu parente. Depois disso ele pode já usar os Bitcoin no mesmo dia ou ir até um caixa eletrônico de Bitcoin e sacar em dinheiro ou até trocar por outras moedas ou por dinheiro em Exchanges.
 
Fora Bitcoin, nós temos centenas de outras criptomoedas. Várias são muito interessantes, como: Ethereum, Litecoin, Bitcoin Cash, Vertcoin. Outras são simplesmente enganações usadas para roubar dinheiro de quem investe nas criptomoedas. Infelizmente existem coisas ruins como essa em qualquer lugar do mundo. Sugiro também uma pesquisa sobre cada criptomoeda. Coinmarketcap é um site legal para você iniciar sua pesquisa nas moedas de maior valor, volume, tecnologia, etc.
 

Mineração

A mineração consiste em usar o recurso de processamento do seu computador para procurar e resolver blocos. Quando isso acontece uma recompensa é distribuída para todos os mineradores envolvidos na mineração. Você pode minerar sozinho (o que hoje é impossível para alguém normal) ou pode entrar em uma Mining Pool.
 
Recentemente comecei a minerar uma criptomoeda chamada Vertcoin. Não é necessário muito conhecimento em como funciona a mineração. Basta ter um computador com placa de vídeo legal (a partir de uma gtx 1060 é legal), baixar um programa chamado One-Click Miner (OCM), arranjar uma carteira da moeda (interessante a Electrum Vertcoin Wallet), apontar seu minerador para aquela carteira, selecionar uma Pool de mineração e clicar Start.
 
Na mineração de Vertcoin você usa o poder de processamento da sua GPU para procurar blocos na rede junto com vários outros mineradores. Quando um bloco é encontrado você é recompensado pelo tempo que você esta minerando. Quanto mais tempo estiver minerando, melhor. Mas até um limite claro.
 
Não vou dizer que vale a pena você minerar porque existem muitas variáveis para isso. Para mim esta valendo a pena. Com uma GTX 1080 consigo pagar o gasto extra de conta de luz e lucrar Vertcoins. Recomendo fazer o calculo e ver se vale a pena.
 
A ideia central que estou levando para minerar Vertcoin é que devido a sua história, seus desenvolvedores, resistência à ASIC (Application Specific Integrated Circuits) e sua transparência com a comunidade ela será adotada pelo mercado. Seu valor subiu de US$0,04 em Janeiro de 2017 para hoje no preço de US$5,4. Outra coisa legal é que o Vertcoin usa algoritmo criado por brasileiros, chamada Lyra2!
 
Se você, leitor, tiver interesse em minerar ou discutir mais sobre moedas e conhecer mais, eu vou sugerir entrar no Discord que criei exatamente para isso: https://discord.gg/aWfV2Q5. Somos um grupo pequeno, mas o pessoal lá é super amigável e me trouxeram muito conhecimento novo. Temos desde iniciantes até alguns veteranos no assunto. Temos uma Pool de mineração de Vertcoin (Veja aqui) também se alguém se interessar.
 

Conclusão

Esse mundo de Cryptocurrencies é muito novo, estranho, inovador e interessante. Aprendi muita coisa e nem estou a tanto tempo assim aprendendo. Tenho comprado, vendido, minerado e guardado várias moedas diferentes. Tenho lucrado uma grana interessante que não teria vindo caso continuasse igual meus amigos que dizem não ter dinheiro pra investir nisso, mas saem todo final de semana com amigos/namorada e gastam 50, 100, 200 reais. Deixasse de sair 1 fim de semana por mês e compra uma moeda “segura” como Litecoin ou Ethereum. Da um lucro legal em uns 10 anos caso for atento, trocar por Real quando necessário ou mudar pra outra moeda.
 
Tem muita coisa que ainda quero falar, mas não quero deixar esse texto mais extenso do que esta. Por isso, peço a você que está lendo para deixar seus comentários, a favor ou contra, que vou tentar responder, aprender coisas novas, tirar dúvidas, fazer perguntas também e ter discussões saudáveis.
submitted by TheCrazyTiger to brasil [link] [comments]

Bitcoins

Boas, alguém me sabe explicar mais ou menos como usar bitcoins ?
EDIT : o objectivo era passar a usar bitcoins como forma de pagamento e depois claro conhecer as formas de rentabilização
submitted by joaopcosta to portugal [link] [comments]

Venha conhecer um pouco mais sobre Criptomoedas.

O que são moedas estáveis? USDT, TUSD, GUSD, USDC e USDQ
Neste artigo, Slava Mikhalkin fala sobre o USDQ, um stablecoin totalmente algorítmico que oferece confiabilidade e fácil colateralização para o Bitcoin. Trabalhando como um arquiteto Blockchain na PLATINUM ENGINEERING, a Slava colabora com a equipe de + 200 funcionários para desenvolver soluções inovadoras em carteiras de marca branca, plataformas de captação de recursos STOs e IEOs e modelos de negócios de ciclo completo para projetos de criptografia. Uma importante proposta de valor, trazida pela PLATINUM ENGINEERING, é uma abordagem holística, em que um conjunto de talentos versátil ajuda as startups a desenvolver capacidades em TI, marketing e jurídico. Um exclusivo stablecoin USDQ descentralizado apresenta vários algoritmos de estabilização de preços, um intrincado sistema de incentivos para traders e um módulo de análise preditiva orientado por IA. Este romance stablecoin vale a pena notar enquanto ainda está reunindo vapor.

Prefácio

É claro que as criptomoedas estão gradualmente fazendo incursões na economia global, aproximando-se da adoção em massa. As criptocorrências oferecem uma série de vantagens - descentralização e confiança, baixas comissões e desintermediação - que facilitam a realização das transações diárias dos usuários. Qualquer pessoa pode transferir valor para todo o mundo, ganhando com o tempo de processamento rápido.

Em comparação, o envio de valores através das fronteiras por meio de sistemas financeiros legados requer longos períodos de espera e taxas, ao mesmo tempo em que torna os usuários presos em processos altamente complexos. Por exemplo, se uma pessoa do Japão quiser enviar algum dinheiro para a Inglaterra, as taxas podem variar de 5% a 10%, dependendo do sistema usado. Além disso, haverá algumas taxas de conversão de moeda. Parece que os jogadores centralizados, que atualmente desfrutam da falta de competição, estabelecem taxas e comissões exatamente como desejam.

E são os comerciantes que realizam transações transfronteiriças que acham que trabalhar com instituições financeiras legadas é mais problemático. Eles continuam perdendo grandes pedaços de seus lucros potenciais, apenas pagando taxas aos processadores de pagamento. Isso faz com que as empresas aumentem seus preços, passando essas despesas para os consumidores comuns. A Crypto oferece uma mudança de paradigma, trazendo para a mesa velocidades relâmpago e taxas mais baixas. Embora as criptomoedas tenham conquistado cada vez mais a atenção dos comerciantes em todo o mundo, ainda há vários obstáculos para uma adoção mais ampla, entre os quais estão a volatilidade dos preços, as limitações de escalabilidade e outras.

A volatilidade é reconhecidamente o maior obstáculo que impede que as empresas usem mais moedas criptografadas. Bitcoin pode experimentar grandes flutuações em apenas algumas horas ou mesmo minutos. Além disso, as principais moedas, como Bitcoin e Ethereum, apresentam problemas de escalabilidade, o que resulta em alto tempo de processamento. Um comerciante, que tem que lidar com centenas de pagamentos diariamente, não seria capaz de conduzir seus negócios eficientemente se as transações ficarem paradas por dias a fio. Além disso, é extremamente difícil para os adeptos converter moedas criptografadas em fiat através dos bancos e outros agentes financeiros com os quais normalmente trabalham.

As criptocorrências procuram oferecer soluções para todos esses problemas.

O que é stablecoin?

Uma stablecoin é uma criptomoeda, cuja arquitetura permite que seu preço seja sempre igual ao preço de outro ativo. A maioria dos stablecoins está vinculada ao dólar americano. Os maiores nomes em criptomoedas são Tether, Gemini Dollar, USDQ, TUSD e outros.

Como os stablecoins conseguem ser tão estáveis?

Ao contrário de outras moedas que flutuam livremente, as criptomoedas estáveis ​​exigem que cada unidade receba uma unidade da moeda fiduciária. Por exemplo, Tether (USDT) fixa 1 USDT a 1 USD na base de um para um. Desta forma, stablecoins estão em algum lugar entre cryptocurrencies e regular fiats. O Tether é baseado em seu próprio blockchain que é construído sobre os sistemas Bitcoin, Litecoin e Ethereum.

Embora o Tether seja o maior stablecoin, há uma série de preocupações quanto às suas operações. A maior delas é a contínua controvérsia quanto às reservas fiduciárias, que o emissor deve armazenar na relação um-para-um com o número de unidades Tether emitidas. A empresa tem dito que a auditoria será feita em um futuro próximo, mas há apenas algumas semanas começou a afirmar que não é apenas o dinheiro, mas também empréstimos para outras empresas que podem ser registradas como reservas fiduciárias. Essas declarações resultaram em crescente desconfiança entre os entusiastas da criptografia.

Outro projeto é o TrueUSD (TUSD). Ele também atrela ao USD. A diferença com o Tether é a abertura para auditorias e transparência. A empresa está aberta a auditorias de terceiros, publica os relatórios devidamente verificados sobre as reservas fiduciárias que detém. Além disso, os usuários desfrutam de proteções legais.

O USDC é outro stablecoin que foi criado pelo famoso Círculo de troca de criptomoedas. Assim como TUSD, se oferece conformidade regulatória e transparência. O grande problema em todos esses sistemas é o fato de que eles permitem que as autoridades aproveitem os fundos dos usuários, o que nega completamente a própria ideia de descentralização.

A plataforma da QDAO, uma das melhores plataformas do mundo está com um Airdrop, extraordinário para quem está atras de recompensas por pequenas tarefas e recompensas grandes.
Venha fazer parte dessa família.
submitted by rmeireles39 to u/rmeireles39 [link] [comments]

10 vantagens de usar bitcoins.

Dez vantagens de aceitar e usar bitcoins!
  1. A possibilidade de transferências P2P (peer-to-peer), sem fronteiras, sem intermediadores e de forma quase imediata. Perfeito para transferências internacionais.
  2. Uma moeda global, aceita em todos os locais do mundo. Um leque enorme de opções.
  3. Liberdade. Não existe uma empresa ou um órgão governamental que interfere na moeda. O bitcoin não pode ser congelado, confiscado ou produzido em maior escala para atender as vontades de um governo.
  4. É possível fazer pagamentos, doações ou transferências de forma confidencial e anônima, pois sua carteira não esta associada aos seus dados.
  5. Você se torna dono do seu próprio dinheiro, ninguém além de você teria acesso as suas chaves privadas.
  6. O anonimato que o bitcoin oferece, está no fato que não é produzido um histórico de consumo como nos cartões de créditos e contas bancárias. Você pode até comprar seus bitcoins com o cartão de crédito, mas as relações de consumo não são arquivadas por uma empresa privada.
  7. Não há saldo mínimo ou máximo de bitcoin em uma carteira. Nem transferência máxima, pode enviar a quantia que quiser sem precisar declarar nada.
  8. Criar uma carteira para o bitcoin é mais simples que abrir uma conta de e-mail.
  9. Você consegue trocar de wallet facilmente e mudar todos os seus bitcoins de uma para outra.
  10. A qualidade do código do bitcoin tornam moeda e transações infalsificáveis.Tudo através dos Nodes para confirmar as transações e blocos.
submitted by ayanamirs to brasil [link] [comments]

Plano de Negócios EXL Capital 11.12.2017 (Revisão será em 01.06.2018)

A EXL capital surgiu no intuito de aproveitar um dado momento do mercado financeiro brasileiro. Especificamente uma análise minha (Erik Rodrigues) sobre uma possível (na época, 2016) valorização das ações da Petrobras. Nada mais foi que reunir amigos da empresa, explicar minhas ideias e juntos acompanharmos o desenvolvimento do mercado em opções. Alguns gostaram do modelo e levaram mais a sério e nos próximos meses continuamos desenvolvendo o projeto. De outro lado, tenho um projeto particular a 2 anos, uma rede de notícias e informações sobre política, economia e filosofia. Unimos as ideias e os projetos em um só e começamos a criar material intelectual próprio de analise econômicas e politicas afim de ajudar o grupo em seus investimentos no longo de 2016 e 2017 e assim, desenvolver riquezas. Moldamos estruturas de demonstrações dos resultados obtidos, gestão de risco com diversificação da alocação de capital e todo o conteúdo informativo desta ordem com divisão de tarefas. Ou seja, lapidamos o projeto com o intuito deste se tornar no futuro, um Clube de investimento / Consultoria financeira. Contudo, a grande dificuldade neste sentido é lidar com a grande burocracia envolvida e possuir os valores mínimos para operarmos em uma conta conjunta naquilo que gostariamos. O EXL Ether Project nasce de uma visão conjunta de Warren Buffet (pensamento de investimentos longos) e o pensamento de Nicholas Taleb. Ou seja, acreditamos que o mercado cripto possui grande valor e por este motivo, nosso objetivo é acumular o máximo de capital possível em projetos que envolvam a tecnologia de todas as maneiras viáveis, difundir conhecimento sobre a área e criar uma rede de informações e consultoria.
Mas afinal, qual é o atrativo neste Plano de negócios? http://www.mises.org.bArticle.aspx?id=311 N. do T.: Talvez o aspecto mais crucial de qualquer sistema econômico seja o seu sistema bancário. Entretanto, essa é uma área sobre a qual pouquíssimas pessoas entendem. Muitos, aliás, sequer conhecem seu funcionamento mais básico. Poderia tecer aqui, muitas considerações sobre o atual sistema monetário (ocidental, sobretudo), contar a longa caminhada que levou a moeda clássica de troca, em forma de commodities como ouro e prata, ao necessitar da credibilidade do intermediário: Estado, Reis, Bancos. A perder seu valor, sua estrutura, até se transformar no atual papel moeda que não possui valor intrínseco nenhum fora ser lastreado em divida. Para isto, e até para ficar mais ilustrativo, peço que o investidor assista este vídeo, os detalhes técnicos, eu mesmo conferi e aquilo representado no vídeo, é a pura realidade. https://www.youtube.com/watch?v=bltL7zRXhhs Após aprofundar meus estudos na tecnologia Blockchain, encontrei no Bitcoin e demais Altcoins, a solução tecnologia fundamental a todas as problemáticas presentes em nosso atual sistema econômico, creio com convicção que estamos diante de um momento único e que os próximos 10 anos irão mudar profundamente nossa noção do que é o dinheiro, inteligência artificial, internet das coisas e automação. https://www.youtube.com/watch?v=UL1RYIQ8WkM&t=1s Mas o que leva a EXL a pensar que o Bitcoin não é uma bolha e que seu valor, porquanto do mercado de criptomoedas está inflado? Da forma mais simples possível, por que o criptodinheiro trás de volta a estrutura de moeda básica como commoditie, a escassez e o valor agregado. A mineração, o processo em si, é o que torna o criptodinheiro algo com valor agregado, a criptografia, anonimato, scripts como o do Bitcoin que limita a oferta e a criação de mais criptodinheiro, lastreia seu valor. À medida que o mercado aumenta no sentido de abrangência de utilização (demanda e capitalização) e ele é minúsculo ainda em 2017, os preços correlacionam este valor com o valor do ativo já que existe valor agregado. Ou seja, quanto mais gente usando, maior o valor das criptomoedas, existe um processo de deflação na tecnologia blockchain que nunca antes foi visto, por isto a dificuldade dos banqueiros em aceitar que criptomoedas não estejam ligadas a dividas, corroídas por juros e emissão de mais papéis para fazer valer o papel atual que neste processo, por natureza, se desvaloriza ainda mais. Traduzindo, a EXL irá ao longo de pelo menos 5 anos, estruturar seus negócios em todas as pontas possíveis, gerando 24/7, criptomoedas, além de comprar a moeda em si nos melhores pontos gráficos possíveis, em 5 anos, com o próprio processo deflacionário, mais a possibilidade de um cisne negro (E arrisco ser uma guerra ou uma grande depressão econômica em virtude da divida americana ou chinesa) teremos uma poupança acumulada muito robusta.
Ações corretivas e preventivas 1) Diversificação de armazenamento das receitas. Através da diversificação das carteiras de acordo com o tipo de criptomoeda mais o acompanhamento continuo do CEO em relação a segurança das carteiras, valor de taxas e demais problemáticas que possam causar prejuízos ou transtornos a EXL, além do acompanhamento e auditoria continua do CFO, estaremos sempre preparados para eventualidades e mesmo em um caso de catástrofe como roubo, violação de segurança, perda de dados ou afins, teremos sempre o patrimônio bem dividido seja no sentido de backup, seja no sentido de segurança como um todo. Também estamos analisando a aquisição de hardware para armazenamento em uma carteira física. 2) Diversificação e transferência constante dos resultados de mineradoras e pools para carteiras. Através do acompanhamento constante do operacional sobre os resultados, além da diversificação dos valores investidos, gerenciamos o risco no sentido de não ficar dependentes de apenas uma empresa, uma moeda ou um projeto, com investimentos centralizados. Além de periodicamente resgatar os resultados do garimpo, o que nos assegura sobre a ocorrência de alguma catástrofe que envolva empresas parceiras. 3) Como atuaremos em diversas pontas (Mineração Site, Mineração em cloud, Mineração Física, Faucets, Aquisição de moedas e todas as demais maneiras possíveis para acumulo de capital), mitigamos a ocorrência da desvalorização dos equipamentos físicos em relação ao seu poder de mineração ou mesmo uma ocorrência de desastre em relação a mineradoras em cloud. Ou seja, através da diversificação das formas de faturamento, teremos certa redundância, o que fornece um nível maior de segurança em relação a formas de obtenção de rendimentos. 4) Através da aquisição das criptomoedas em pontos estratégicos, como forma de diversificação a mineração ou outras formas de arrecadar capital, também estaremos no longo prazo, nos expondo de forma mais eficiente, não dependendo apenas dos resultados a longo prazo de garimpo, em casos de valorização a curto prazo, a EXL também estará estrategicamente exposta a obtenção de lucros 5) Efetuamos cadastros e testes em diversas Exchanges. Selecionamos as mais confiáveis, que oferecem os melhores recursos e que são mais tradicionais. A partir daí, temos em primeiro lugar uma redundância, não estando dependentes de uma instituição financeira específica e podemos também diversificar o câmbio no sentido de aproveitar as melhores oportunidades de variação do mercado e obter melhores custos em taxas. 6) A auditoria será feita de forma independente. No sentido de que aqueles diretamente ligados à área operacional no negócio, estão constantemente sendo acompanhados por um terceiro que foi selecionado com base em sua expertise técnica, responsabilidade e nível de confiança em relação ao grupo, ou seja, o auditor é alguém de extrema confiança de todos os membros da equipe gestora do projeto. Aqueles que estejam a frente do operacional, do financeiro ou mesmo da gestão do negócio, são policiados afim de evitar ocorrências de imprudência ou imperícia. 7) Em relação ao backup de códigos, chaves, senhas ou mesmo de dados e informações confidenciais, iremos armazenar um backup constante destas informações em um local em nuvem, onde o CEO, CFO e Auditor terão acesso compartilhado as informações, em um caso de roubo de equipamento, problema técnico, ou ocorrência onde um dos dois não estiver disponível para efetuar uma determinada função que exija estas informações, teremos redundância. 8) O mesmo ocorre com a divisão das tarefas. Desenvolvemos o projeto com um escopo de operação que não centraliza funções. Com isto, além da segurança em relação a não centralização dos dados, podemos dimensionar melhor o tempo utilizado para exercer as tarefas que envolvem o projeto e utilizar a expertise de cada um da melhor maneira possível. 9) O gerenciamento financeiro e administrativo foi desenvolvido de maneira a nos fornecer uma visão em tempo real de todas as camadas do negócio, com isto, além de evitarmos erros, criarmos rotinas de acompanhamento e policiamento dos negócios - de uma forma extremamente criteriosa - as tarefas são descentralizadas, portanto, cada um possui funções e responsabilidades independentes. Todos os possuidores de tokens também podem acessar os dados, relatórios e também temos o auditor dedicado a efetuar o acompanhamento constante daquilo que é operacionalizado. 10) Com o intuito de constantemente melhorarmos as diretrizes do projeto, fica acertado que de cada 6 meses, haverá uma revisão de todo o modelo de negócios.
Forças* Pontos fortes As Forças são elementos internos à empresa, sob o controle da equipe envolvida e que trazem algum tipo de benefício ou vantagem para o negócio. Um ponto importante em relação as nossas ”Forças” é a disponibilidade de capital. Hoje já temos em posse da EXL um capital considerável em um projeto estável e bem fundamentado, à medida que o Ether Project for se consolidando, teremos a oportunidade de iniciar um empreendimento sem digamos: utilizar o “dinheiro do leite”. A maior parte dos investidores da EXL Capital e por consequência, deste projeto, são pessoas que nutrem um laço de verdadeira e extensa amizade. A maioria se conhece a mais de dez anos, anos estes em que pudemos analisar o caráter de cada um. O perfil de cada um. O que cada um tem de melhor e pior, a junção destas habilidades e competências, acrescida a credibilidade dos membros do grupo, nos deixa em posição de destaque em relação a outros projetos empreendedores. Isto por que temos a oportunidade de negócio, uma boa equipe gestora, investidores de confiança, um capital considerável já em posse e a expertise necessária para desenvolvermos as atividades. Concluindo, um ponto muito importante a ser destacado é a facilidade de operacionalizar o projeto. Definida a estrutura inicial e tendo o escopo detalhado das rotinas, a manutenção do negócio é extremamente simples. Com isto, a equipe gestora não terá que disponibilizar mais do que algumas horas diárias para desenvolver as atividades do projeto. Fora o fato de que com a divisão das tarefas, existe uma facilidade agregada à rotina de cada um, além da transparência aos investidores e redundância na guarda de informações de acesso como senhas e backups.
Oportunidades* Pontos fortes Oportunidades são eventos externos à empresa, aos quais os membros não tem controle direto, e que podem afetar positivamente no negócio. Acredito que o primeiro grande ponto de oportunidade de nosso negócio é o fato do sistema monetário atual ser uma grande fraude. (Exemplo: https://www.youtube.com/watch?v=1QKxG_L_mag) O atual sistema de reserva fracionária (Como é feito o dinheiro atualmente) é literalmente uma máquina de imprimir dinheiro sem valor, lastreado em dívida (Sobre o dólar e o padrão ouro: https://www.youtube.com/watch?v=f-61SlUCamo), sem valor intrínseco. Um bom exemplo são os trilhões de reais injetados na economia brasileira desde 2003. (Intermediário de troca, medida de valor, reserva de valor, instrumento de poder liberatório, padrão de pagamentos e instrumento de poder) em relação às "moedas Reais ", além de ser um grande esquema de pirâmide financeira para ser extremamente claro (Sobre o Real: https://www.youtube.com/watch?v=kdTd9wReDM0 / Sobre juros e dinheiro: https://www.youtube. com / watch? v = yZsNukdj_iY). Hoje há um sistema monetário muito mais efetivo e real, com valor intrínseco, descritivo, com alto nível de segurança e que é basicamente, o nosso ramo de negócios. Podemos apontar também, como um ponto fundamental de oportunidade em nosso negócio, a blockchain como um todo. A blockchain é uma tecnologia de banco de dados que é base de praticamente todas as criptomoedas. É com toda certeza a principal característica e diferencial do mercado Cripto. Inclusive, é justamente a validação de um registro na blockchain o que chamamos de mineração, o nosso nicho de mercado. Está tecnologia é revolucionária por que tira a necessidade de um poder centralizador em validar quaisquer tipos de informação. Existe uma gama enorme de possibilidades neste sentido, desde um cartório descentralizado, sem a necessidade de um governo para averiguar a veracidade de uma determinada informação ou documento, até mesmo o desenvolvimento de tecnologia de inteligência artificial, por exemplo, em um Smartcontract em rede Ethereum. Em 2017 o mercado Cripto, se aproveitando da blockchain, já iniciou uma gama enorme de negócios que no futuro, substituirão muitas das aplicações que usamos hoje. Muitos dos negócios e corporações que existem atualmente simplesmente serão esmagados pela blockchain, pelo simples fato de que ela é incorruptível, inviolável e lapidável a todo o tipo de ramo de negócios. E é justamente o fato da EXL Capital t iniciar suas operações ainda em 2017 (Setembro de 2017) que nos coloca na frente em relação ao atual desenvolvimento do mercado Cripto. Hoje, temos a oportunidade de iniciar nossas operações ainda, digamos, no início da revolução cripto. Ainda existem ativos extremamente “baratos” em relação ao seu valor “possível” diante de análises internas (CEO) e análises externas (Grandes investidores, Fundos Hedge, Analistas técnicos e demais pessoas e instituições de renome e credibilidade técnica como a escola austríaca de economia), além disto, poderemos navegar por um vasto campo de possibilidades em relação a investimentos em projetos do mundo Cripto que estão ainda no papel ou mesmo no início de suas atividades. Ainda como ponto crítico em relação à oportunidade de negócios, estamos de fato em um momento único na história do mundo. O ponto do ápice dos projetos sociais como: estado de bem estar social e capitalismo de estado. Não só no mundo, mas também no Brasil, sim, mesmo nos EUA é o que vem acontecendo. Isto fruto de muitos anos de má gestão, corrupção (de todos os lados) e ignorância popular. De um lado tivemos diversos governos que administraram muito mal as contas públicas, roubaram bilhões de reais dos cofres, inflaram os impostos, instalou-se um sistema de capitalismo de estado, uma espécie de socialismo disfarçado. Promovendo com isto, um rombo fiscal nunca antes visto. O capitalismo corporativo que se aproveita deste cenário enriquecendo grupos específicos, alimentou este processo ainda mais através de bancos e lobistas por exemplo. Do outro lado, a população ignorante a situação econômica do país, prefere demagogia a reformas, assistencialismo a mercado livre, xingamentos e linchamentos a raciocínio lógico e ideias. O estado para se manter, vive do populismo que alimenta a corrupção do estado. Resultado? Uma bolha na dívida pública que está prestes a estourar. Entre 2019 a 2025 o Brasil vai falir. (Mais dados e gráficos sobre o assunto: https://www.youtube.com/watch?v=Gtsj8ZpzkJ0) E não, o sistema político não vai resolver isto, simplesmente por que ele acha que isto é bom para ele. Em meio a estes anos, em algum momento, o Brasil não conseguirá mais honrar suas contas públicas já que elas irão superar as receitas completamente, absurdamente. Ou seja, vai faltar dinheiro para pagar serviços básicos como saúde, educação e saneamento. Assim como programas sociais, bolsas estudantis e funcionalismo público. Mesmo havendo cortes severos e abertura de mercado extrema, o que não vai acontecer, a situação é irreversível. Ou seja, matematicamente é impossível evitar o colapso das contas públicas Brasileiras. E pior, havendo um calote, é importante saber que grande parte dos credores de dívidas, são empresas nacionais e fundos de pensão, além de automaticamente isto gerar uma enorme desaceleração econômica (Inflação, Desemprego, paralisia de obras e investimentos), o que cria um efeito dominó, ou seja, quem sofre com isto é a própria população e não “o grande capital estrangeiro”, não que ele não vá sofrer, mas não há como ser indiferente a isto por que simplesmente afeta a vida de todos. Mas calma que está é uma análise otimista. São números contando que o mundo continuará neste mesmo ritmo econômico, China crescendo, EUA em quase pleno emprego e assim por diante. E claro, não é isto que vai acontecer. Hoje a dívida chinesa alcança inacreditáveis 235 % do PIB (A enorme dívida da China está num caminho "perigoso", ampliando o risco de uma grande desaceleração do crescimento econômico, alertou o Fundo Monetário Internacional) o que gera problemas estruturais como a bolha de crédito atual, as cidades fantasmas e a questão dos juros sobre a dívida, que vem aumentando, por exemplo. Isto sem citar os problemas geopolíticos. Um conflito de escala mundial envolvendo a China (e vamos falar disto) ou uma desaceleração de sua economia acentuada, pode comprometer seriamente os negócios brasileiros dado o fato que o Brasil já é, e se torna cada dia mais, dependente comercialmente da China (Economia chinesa: https://www.youtube.com/watch?v=Mkopr3gDweg). Agora sobre os EUA, temos algo ainda mais interessante acontecendo. Voltemos ao ano de 2008 quando aconteceu a maior crise econômica de nossa história, você saberia me explicar o que aconteceu? Não? Eu explico. O que aconteceu foi que os EUA durante o período dos anos 2000 reduziu sua taxa de juros para números baixíssimos com o intuito de estimular a economia, crédito elevado, por exemplo, para realizar o American Dream (https://www.youtube.com/watch?v=ZyLzFSmbDVk). E foi justamente no mercado imobiliário que o keynesianismo (teoria econômica do começo do século XX, baseada nas ideias do economista inglês John Maynard Keines, que defendia a ação do estado na economia com o objetivo de atingir o pleno emprego) foi testado ao máximo. Só para vocês terem uma ideia, era possível sem muita comprovação de renda ou documentação, conseguir crédito para comprar diversas casas muito bem em muitas parcelas. O Resultado? As pessoas compravam casas e depois alugavam estas casas para outras pessoas, que alugavam para outras. Tinha até cachorro como locador de várias casas. Tudo parcelado em suaves prestações em juros compostos, expostas as variantes do mercado. Os corretores? Felizes e esbanjando as fartas comissões, facilitando o crédito o máximo possível. E os bancos? Vendendo em um sistema de alavancagem global, seguros atrelados à dívida pública (como se diz em Wall Street: Muito bom). Afinal, quem vai deixar de pagar a hipoteca? Um belo dia os juros chegaram, as pessoas ficaram sem emprego, o que expôs todo o sistema fraudulento e a bolha imobiliária estourou, levando milhões a miséria. O que ocasionou o maior resgate estatal da história (Lembre-se, quem paga a conta são os contribuintes). Como falei, toda está brincadeira estava alavancada em nível mundial e com isto, a bolha levou a maior parte dos mercados do mundo, também ao colapso. Mas afinal, por que contei está história? Contei por que todos os dados referentes à economia americana atualmente, mostram um novo ciclo de retração da economia (Escola Austríaca de Economia sobre os ciclos e crises econômicas: https://www.youtube.com/watch?v=qAjXH96IBmk). A elevação da taxa de juros vista neste ano de 2017 é literalmente só a ponta do iceberg. Hoje a dívida americana superou os $ 20 trilhões de dólares (que equivalem a mais de 105% do PIB americano). Hoje eles possuem um déficit de $ 600 bilhões por ano. Isto sem citar Obamacare e os fundos estudantis falidos. Lembra lá de 2008? Então, o governo fez um mega resgate bancário com o dinheiro dos contribuintes (Imprimiu mais dinheiro através do processo de reservada fracionaria), injetando ainda mais dinheiro na economia, aumentou a dívida e estagnou os salários, ou seja, hoje a dívida além de ser muito maior que em 2008 ($ 13 trilhões de dólares), segurar um aumento dos juros com o intuito de controlar a inflação se tornou impossível. Se os salários não estão crescendo, como pagar a conta destes juros? Aliás, como bancar todo este déficit acumulado? A base para o caos é a mesma de 2008, só que muito pior e mais diversificada. Por fim, temos um catalisador importante de tudo isto. Um conflito em nível global. Sim, ele pode e provavelmente vai acontecer. Está sendo moldado há meses já e bem, isto basicamente pode catalisar e tornar exposto, todos estes pontos que apontei e de uma forma extremamente danosa a economia mundial. O colapso do sistema financeiro está para acontecer, mas fiquem calmos pessoal, temos Bitcoin e Ethereum.
Fraquezas * Pontos fracos As Fraquezas são também elementos internos à empresa, sob o controle, mas que trazem algum tipo de malefício ou desvantagem para o negócio. Analisando no sentido interno, o principal ponto que pode influenciar para que todo o modelo de negócio e toda a visão e planejamento em torno dele não funcione, não dê certo. Seria eu estar errado. Se todas as minhas analises em relação ao que é a tecnologia blockchain estiverem erradas, caso o Bitcoin seja realmente como diz o mainstream: Uma bolha. Ou mesmo se a mineração se provar um negócio ineficiente por quaisquer motivos. Provavelmente tudo que planejamos não dará certo, ficando evidente provavelmente já nos primeiros meses as falhas e prejuízos. Outro ponto importante de se destacar é a possibilidade de o modelo de negócios, nos moldes em que será apresentado, não cativar os investidores no sentido destes, não acharem viável e lucrativo investir no negócio. Caso isto se torne realidade, teremos grandes problemas em estruturar o projeto e torna-lo rentável. O que pode inclusive, inviabilizar sua execução ou trazer problemas de liquidez no futuro. Principalmente durante o período de 2017- 2019, onde estaremos iniciando nossas operações e estruturando o negócio, seja em relação à compra de equipamentos, poder de mineração e divisão de lucros; a estabilidade financeira será fundamental. Neste ponto, caso tenhamos no período, ocorrências de emergências com investidores da EXL Capital, poderemos ter primeiramente um problema de logística, com o alto fluxo de recursos saindo do caixa. Na sequência, de liquidez, no sentido de que teremos que arcar com taxas mais elevadas em um caso de saque emergencial (Em momentos de estresse no mercado) o que pode inclusive inviabilizar a consolidação do Ether Project já que todo estudo é baseado em uma determinada quantidade de investimento inicial escalonado. Isto por que os recursos hoje em posse da EXL Capital serão a base financeira para consolidação do Ether Project. À medida que ocorram saques de grandes proporções, não teremos mais estes recursos em nosso domínio em um momento critico. Conforme o escopo operacional, teremos uma divisão de funções e responsabilidades muito específica. Com isto, em partes estaremos também, ampliando a margem de erros, mais expostos aos riscos por assim dizer. Já que individualmente, cada um de nós pode cometer erros em suas funções, ou mesmo, agir de má fé em relação ao negócio. Ocorrências em que lançamentos forem efetuados indevidamente no Zero Paper (Nosso sistema de Gestão ERP) ou mesmo uma determinada ação que seja feita com imperícia, negligência ou má fé; pode causar danos financeiros e/ou estruturais ao negócio e estes são ampliados à medida que existem mais pessoas envolvidas no processo. Entende-se por imperícia a falta de habilidade ou experiência reputada necessária para a realização de certas atividades. Negligencia: falta de cuidado, de atenção; desleixo, e desinteresse na execução do ato. Assim como má fé: ação maldosa, conscientemente praticada, com o intuito de se beneficiar em prejuízo de outrem. Por fim, ainda avaliando o projeto em etapa de estruturação, uma ocorrência onde algum dos membros da equipe gestora (CEO, CFO e Equipe operacional), sobretudo; em que haja um acidente, um mal estar elevado ou mesmo o óbito, pode afetar o projeto de forma catastrófica. Seja por uma necessidade de resgate emergencial por parte dos investidores, que conforme apontado acima, neste ponto de estruturação se faz fundamental a estabilidade financeira; seja pela ausência em suas funções (membros da equipe gestora), por longos períodos em decorrência de problemas de saúde, o que pode comprometer o operacional do projeto.
Ameaças* Pontos fracos Ameaças são situações externas à empresa, aos quais não há controle direto, e que podem afetar negativamente no negócio. Agora analisando o cenário externo, na mesma linha de raciocínio aplicada na análise de nossas fraquezas, temos como principal ameaça o caso de todos os economistas, especialistas em investimentos, em tecnologia e acadêmicos que hoje são entusiastas do mundo cripto, estarem errados. Se por quaisquer motivos suas análises estiverem incorretas ou forem de má fé, muito provavelmente toda a base que fundamenta a superioridade destas tecnologias em relação às atuais estará comprometida, se provará sem sentido e, portanto, não obteremos sucesso em nossos negócios. (Análise pessimista: https://www.youtube.com/watch?v=jGFSPAoHkBc). Neste sentido, segundo análises de investidores mais pessimistas, o blockchain veio para ficar. Como tecnologia é algo impossível de deter no sentido de expansão da aplicabilidade da tecnologia e realmente é algo muito bom, contudo, já seu uso em criptomoedas, estes já não são tão confiantes. A base argumentativa é de que o Bitcoin, por exemplo, (Serve para as demais Altcoins) não possui valor agregado suficiente para determinar o seu preço atual, além de segundo estes, “acreditar que as criptomoedas vão substituir o sistema financeiro atual não passa de um sonho”. A vertiginosa subida dos valores não seria, portanto, embasada em fundamentos o que por sua vez, irá levar ao colapso de seus preços, assustando investidores e dando fim ao império do Bitcoin. Outro ponto externo que pode influenciar sensivelmente o projeto é a ocorrência de algum desastre envolvendo as mineradoras onde efetuamos algum tipo de investimento. Este desastre poderia ocorrer devido ao fechamento da mineradora, queda vertiginosa do nível de produção da cloudminer, a mineradora se provar um esquema de pirâmide e seu site sair do ar, ou mesmo um conflito em larga escala que pode influenciar nas farms da mineradora em questão, como pode ocorrer, por exemplo, com a EOBOT que possui grande parte de suas fazendas de mineração na China. Um cisne negro é um evento imprevisível, impactante e que pode abalar as bases de quase tudo sobre o mundo. A lógica neste sentido, vale tanto positivamente quanto negativamente em relação ao nosso projeto. Caso aconteça algum evento nos próximos anos de grande magnitude, poderemos ter uma grande desvalorização de nossos ativos, aumento da dificuldade de mineração (Por exemplo, em caso de um conflito de larga escala onde muitos países “fechariam” suas internets impactando na dificuldade de mineração) ou mesmo algum tipo de regulamentação que seja negativa aos negócios. Neste sentido, poderíamos ver tanto uma grande variação positiva, quanto negativa. Outra ocorrência que temos que já de pronto nos preparar é no sentido de segurança. Hackers poderiam “em tese”, roubar ativos da EXL Capital através de infecção dos equipamentos que possuem dados de acesso às contas, assim como Whallets com plataforma em nuvem podem ter problemas de segurança e haver um roubo ou vazamento de informações. O mesmo também pode se tornar realidade fisicamente, ou seja, é possível que um ladrão roube ativos de Whallets físicas, sequestre ou coaja um dos investidores a fim de angariar informações que possam levá-lo a obter formas de roubar ativos ou coisas do tipo. Também é necessária atenção especial em relação a Antivírus, backup de informações, descentralização de acessos a fim de ter redundância e segurança ampliada já que, além daquilo apontado acima, equipamentos podem apresentar problemas técnicos de outras ordens que poderiam causar perda de informações ou de ativos. Todavia, ainda temos que avaliar constantemente a viabilidade do negócio no sentido de custo benefício. Ou seja, simplesmente se o negócio é lucrativo. Já que gradativamente os equipamentos depreciam sua capacidade de produção em relação à dificuldade de mineração, sendo assim, com o passar do tempo à mineração tem dificuldade ampliada, causando desgaste no nível de lucratividade em relação ao investimento inicial. Adaptar o modelo em POW ou POS é fundamental. Caso por quaisquer motivos o nível de dificuldade aumente sensivelmente, teremos problemas de produção e por consequência, de lucratividade, o que pode inviabilizar a continuidade das minerações. Isto pode acontecer inclusive, em decorrência das grandes mineradoras que monopolizam o negócio e conseguem por uma questão de demanda e por comprarem hardwares no atacado, uma produção muito maior (Em relação a custo vs beneficio) que pequenos investidores em relação aos valores investidos. Ações a serem feitas para potencializar o negócio O principal fator para o sucesso de um negócio é o fator humano. Nesta linha de raciocínio, temos uma boa equipe no sentido de expertise (conforme apontado acima) e que está, nutri um laço de confiança fundamental para estruturação do negócio em relação à oportunidade de mercado apresentada. Aproveitar a boa equipe, ampliar o laço de confiança, amplificar os conhecimentos no negócio de forma específica, buscar estabilidade financeira em todos os sentidos possíveis e, sobretudo, desenvolver formas de ampliar a visão do investidor sobre o negócio, cativá-lo e muní-lo de informação; é nossa missão fundamental. Isto serve de base para todas as demais ações que viermos a efetuar. Operacionalmente iremos adaptar, corrigir e melhorar no passar dos meses, o nosso escopo operacional, deixando este o mais simples possível no sentido de execução. O mais rentável possível no sentido de escolher os melhores ativos a minerar ou comprar, através de análises e acompanhamentos, diversificar investimentos, adaptar e ampliar formas de captação de criptomoedas (Site, Faucets, Bônus e afins), efetuar a compra nos pontos estratégicos e acompanhar constantemente os níveis de produção, afim de sempre reduzir custos e aumentar produtividade. Aproveitando sempre também, a volatilidade do mercado. Em relação à questão financeira, o foco principal da EXL Capital nos próximos 24 meses é estruturar o negócio. Por este motivo, a estabilidade financeira será perseguida como meta fundamental. Evitar saques, escolher os melhores fornecedores com as melhores taxas possíveis, efetuar uma gestão administrativa responsável e proativa, capitalizar e investir em equipamentos para nos dar margem de produção, capital de giro e estruturação do capital próprio da empresa. Para tanto, o CEO e o CFO irão constantemente buscar ferramentas e procedimentos (juntamente com a área operacional e de auditoria), que estrategicamente nos auxilie em relação a está meta. Conforme já apontado, o nosso principal desafio na verdade, é em relação a nossas próprias convicções. O maior desafio e ponto de oportunidade da EXL Capital é na verdade a consolidação daquilo que acreditamos e analisamos, na realidade, nos próximos anos. Caso isto se configure como algo real, o negócio será bem sucedido se bem administrado. Provado que tais fundamentos não possuem base e que os pessimistas estão certos, teremos muitos problemas. Só o tempo nos dirá. Contudo, podemos nos preparar. E devemos, portanto, acompanhar constantemente a evolução do mercado, validar as informações sobre a tecnologia, acompanhar a capitalização, segurança de nossos ativos e informações de forma geral; potencial daquilo que é desenvolvido em Cripto, diversificar, criar rotinas de acompanhamento de risco, de gestão eficiente, de alocação de recursos e tomar as melhores decisões possíveis dentro daquilo que a realidade nos ofertar. Mesmo que a melhor decisão seja por ventura, encerrar as operações. Se aprendi algo em relação a investimentos é que a confiança das pessoas determina o preço das coisas e que não existe e nem nunca vai existir, nenhum bom investimento em que você tenha a certeza de que ele é bom antes dele se valorizar. No momento em que há esta certeza, já não há mais a oportunidade, já aconteceu. O que deixa um investidor na frente em relação ao mercado é como ele equilibra a sua ação ao efetuar um investimento, o seu instinto, o seu estômago de se expor ao risco, mas o quão conservador ele é também, em relação ao gerenciamento deste risco. Ou seja, é fundamentalmente necessário ser corajoso, mas ao mesmo tempo, ser responsável e racional. Sem estes elementos, não há como ter sucesso em um investimento. Muita gente quando falo hoje em criptomoedas, já vê em mim um faraó (Alguém que vai influenciar a pessoa a fazer parte de algum esquema de pirâmide financeira) ou então, enxergam em criptomoedas, uma nova bolha. Claro que a desinformação e pessimismo ajudam nesta visão, principalmente em um mundo onde as pessoas majoritariamente se aproveitam umas das outras. O tempo irá mudar e é fundamental escrever tudo isto, passar para o papel uma ideia, antes que a realidade exponha quem afinal tem razão. Por este motivo, muitas pessoas não enxergam alguns pontos fundamentais de oportunidade em relação a ter criptomoedas e gostaria de expor três pontos importantes, inclusive para desmistificar um pouco a visão sobre o mercado financeiro: 1) A moeda é realmente sua, propriedade sua. 2) A rede financeira das criptomoedas não é controlada por um governo ou empresa privada. 3) É possível armazenamento da moeda de forma independente e muito mais segura que no sistema financeiro fiduciário.É muito importante que as pessoas entendam. Legalmente, o seu dinheiro quando está no banco não é seu, é do banco. Isto pode parecer bobo, mas não é. O que me impede de ir ao banco e pegar o meu dinheiro? Basicamente, o banco pode em certas circunstâncias simplesmente não te dar este dinheiro por que a partir do momento em que você deposita um dinheiro no banco, o banco deve este dinheiro a você, mas a propriedade do dinheiro já não é mais sua. Nada garante que ele lhe devolva isto. É diferente do caso de você deixar seu carro em um estacionamento, ali você está só usando o espaço, mas o carro continua sob sua propriedade. Com relação a dinheiro, é como se você ao depositar uma quantia, troca-se a propriedade do seu carro para o estacionamento e o estacionamento dissesse que só vai te devolver o seu carro se eles quiserem; se o estacionamento (banco) decidir que por determinadas circunstâncias não irá devolver o seu dinheiro, você não pode fazer absolutamente nada. E isto ocorre de tempos em tempos, principalmente diante de situações de crises econômicas, hiperinflação ou falência de bancos. Legalmente o dinheiro é propriedade do banco, devida a você. E por que depositar o seu dinheiro em um banco então? Primeiro que existem leis que tentam a todo custo, levar o seu dinheiro pro banco, em certos lugares na Europa, por exemplo, é proibido comprar coisas em dinheiro vivo depois de uma certa quantia. Em segundo lugar temos a inflação que corrompe o valor do dinheiro constantemente, se você deixar o seu dinheiro fora do banco por um bom tempo, ele será corroído automaticamente pela inflação. O Bitcoin para exemplificar o argumento, basicamente é um arquivo de dados extremamente seguro e inviolável, ou seja, não dá para falsificar um Bitcoin. E basicamente, o Bitcoin é seu, você pode armazená-lo e transportá-lo onde quiser sem ter que entregar a custódia. Isto se torna fundamental, por exemplo, na Venezuela ou Zimbábue onde há hiperinflação, crise econômica e controle governamental sobre as finanças das pessoas, as criptomoedas se tornam um ativo fundamental, literalmente, em questão de sobrevivência. (A segurança do Bitcoin pela força computacional https://www.youtube.com/watch?v=_dYXmqlzqg4&feature=youtu.be ). Temos que depositar nosso dinheiro no banco pelas razões que apresentei e simplesmente por que existem poderes centralizadores que controlam o dinheiro e claro, a emissão do dinheiro fiduciário. À medida que existem interesses privados que determinam isto, nada os impede de se beneficiarem, quem perde? Quem tem dinheiro no banco basicamente (Por que o Bitcoin é revolucionário: https://www.youtube.com/watch?v=fKFrVbVIggs ). Desde fundos de pensão até aquele que recebeu ontem o seu salário. Isto por que a cada dia que passa, mais dinheiro é impresso pelos bancos para financiar os seus próprios interesses e pagar suas contas malucas, o que desvaloriza o dinheiro das pessoas comuns, uma espécie de imposto oculto chamado inflação. (Venezuelanos começam a pesar dinheiro em vez de contar notas. Fonte UOL). Quando você tem uma moeda que não é criada por um grupo específico e sim administrada em questão de tecnologia, por um grupo descentralizado que tem o interesse de proteger o valor dela, significa que mais dela não será criada (O Bitcoin, por exemplo, possui uma replicação matemática da escassez do ouro, ou seja, é matematicamente e sistematicamente impossível criar mais do que 21 milhões de BTC, este será o numero máximo de Bitcoins que irão existir em toda a história: https://www.youtube.com/ assistir? v = 2JO7kyjtQh0). Como a moeda digital fica em sua propriedade, independente de governos ou corporações, você pode proteger melhor suas moedas, elas não podem ser facilmente confiscadas seja por banco ou mesmo pelo governo. Claro, você poderia ser roubado e extorquido em tese, mas a facilidade de locomoção, de alocação e de proteger o seu patrimônio é muito maior do que o sistema atual. O que é necessário para aplicarmos nosso plano de negócios com excelência? Pés no chão. Disciplina, muito estudo e dedicação no intuito de validar e revalidar tudo o que foi apontado aqui. É necessário conhecermos cada dia mais está tecnologia, sermos especialistas em blockchain, acompanhar todos os desenrolares da economia, política e principalmente, das contas públicas. Claro que podemos estar totalmente errados, só que quem disser isto, terá que explicar como tudo que eu disse não vai acontecer. No futuro quem sabe, a EXL irá desenvolver seu próprio sistema na Bitnation, funcionando de forma descentralizada. Não só uma empresa que investe no futuro, uma empresa do futuro. Erik Rodrigues Rosa Ferreira
submitted by exlcapital to exlcapital [link] [comments]

Você sabe o que é Bitcoin ?

O universo digital realmente revolucionou toda a sociedade. Se novas condutas vieram à tona, novas ferramentas também surgiram para substituir ou agregar funções às mais tradicionais.
Com isso, informação, distância e velocidade ganharam uma nova dimensão. Até o dinheiro passou por modificações conceituais e promete continuar em evolução.
Nesse sentido, é importante falar do bitcoin (BTC), uma criptomoeda que vem fazendo sucesso no mundo todo. Você conhece essa tecnologia digital? Leia o post e entenda o que é e como realizar transações com Bitcoins.
OS CONCEITOS RELACIONADOS AO BITCOIN
Para entender como se efetuam as transações com bitcoins, é necessário compreender alguns conceitos — como endereço, carteira e mineradores, por exemplo. Veja:
ENDEREÇO
Trata-se de uma cadeia de 26 a 35 caracteres alfanuméricos — ou seja, composta por letras e números. Essa cadeia, ou string, serve para identificar o envio de um pagamento em bitcoins.
Exemplo de endereço: 14rruWSPHSCCNzCGyCqreAVp1rfyCZKt9B.
O bitcoin usa a criptografia de uma chave pública para dar validade à autoria de uma transação em rede por meio da assinatura digital. A chave pública é produzida a partir da chave privada do usuário e o endereço, por sua vez, é gerado a partir da chave pública.
CARTEIRA
Trata-se de um software empregado pelo usuário a fim de registrar endereços de recebimento controlados por uma ou por mais chaves privadas do usuário. A carteira cria, assina e transmite transações com bitcoins para a rede. Existem carteiras como aplicativos web, mobile, desktop e também para hardwares.
TRANSAÇÕES COM BITCOINS
Trata-se de uma estrutura de dados que representa a transferência de determinado valor de uma origem específica para um destino específico. Os fundos de origem do valor são chamados inputs. O destino do valor é denominado output.
BLOCO
As transações com bitcoins são agrupadas em blocos. Um bloco está sempre ligado a outro bloco anterior e informa qual foi o hash — ou seja, o código calculado e aprovado pela rede de bitcoins. Forma-se, assim, uma corrente de blocos. Ao ler todos os blocos, é possível estar a par de todas as transações com bitcoins efetuadas.
MINERADOR
Os mineradores montam os blocos de bitcoins. Eles reúnem as transações com bitcoins espalhadas na rede para formar um bloco. Montado o bloco, é preciso calcular o hash ideal. Ele calcula diferentes hashes até encontrar aquele que o bitcoin aceita. Para isso, ele precisa de um dado especial, o nonce. Tanto o nonce quanto o hash são somente um número.
Somente para exemplificar, digamos que o hash não pode ser superior a 6 (valor máximo). Quando o minerador encontra um dado (nonce) que faz o hash resultar em 4, ele já pode propagar o valor na rede.
TAXA DE TRANSAÇÃO (FEE)
Trata-se de uma quantidade de bitcoins acrescentada à transação como maneira de recompensar o minerador que tiver sucesso ao minerar o bloco da respectiva transação.
Essa quantidade é definida pelo usuário ou pelo software, variando conforme a prioridade exigida pelo usuário para que seja confirmada a transação. Geralmente, costuma-se pagar 0.0001 bitcoins de taxa por cada 1 kilobyte em uma transação normal.
AS TRANSAÇÕES COM BITCOINS NÃO TÊM SALDO
Ao contrário das transações com papel-moeda, as transações com bitcoins não apresentam saldo. As carteiras não guardam nenhum valor e a totalidade de bitcoins fica nas transações.
Caso o usuário receba 4 moedas de BTC de uma pessoa, receba mais 3 de outro usuário e deseje usar 6 moedas, a carteira identifica como origem (input) as primeiras transações (7 bitcoins no total). O bitcoin restante corresponde ao troco e é enviado, pelo software, de volta ao usuário que recebeu as moedas.
O TEMPO DAS TRANSAÇÕES COM BITCOINS
Geralmente, os blocos de bitcoins levam 10 minutos para que sejam encontrados os nonces. Se os mineradores encontram o nonce muito rapidamente, o valor máximo do hash (que, no exemplo acima, é 6) será reduzido para tornar o trabalho mais difícil.
Por outro lado, se os mineradores estiverem demorando muito, o valor máximo é aumentado para facilitar. Isso significa que tudo se ajusta proporcionalmente, sendo calculado pela própria rede. Para que a transação não se prolongue por muito mais tempo, não existe saldo. Além disso, só podem ser gerados seis blocos de criptomoedas por hora em toda a rede.
CARTEIRAS MULTI-ASSINADAS
As carteiras multi-sig, que começam com o número 3 (ex. 32v7uX5nLhZAidxMvnzq2XfAkhZNnJLxCt), só podem ser movimentadas com mais de uma chave. Exemplo, um endereço com 3 chaves precisa de 2 para ser movimentado, assim você pode criar uma espécie de conta bitcoin conjunta, que precisa da autorização de ambos pra movimentar..
A SEGURANÇA DO BLOCKCHAIN
O blockchain (cadeia de blocos) é o sistema de registros que confere total segurança às transações com bitcoins. Trata-se de um sistema de contabilidade que valida e distribui o registro de uma transação em todas as partes em que o software está atuando.
Trata-se do processo já descrito em que um hash é aprovado por um bloco que está ligado a outro imediatamente anterior.
Pode-se dizer que o Blockchain é o Livro Razão das transações com bitcoins, registrando todas elas de forma cronológica, depois que são validadas pelo hash. Vale acentuar que esse registro é único, imutável e compartilhado pelos usuários de um sistema específico.
COMO USAR BTC
Além do mercado de ações, o BTC pode ser usado de diferentes formas. Ele é mais prático que o cartão de crédito e mais seguro que as cédulas e moedas tradicionais. Certos hotéis já aceitam pagamentos em bitcoins. Na internet, muitos produtos podem ser comprados com o uso de bitcoins.
Existem também agências de viagens que trabalham somente com bitcoins, como a BTCTrip.
Também é possível:
· registrar domínios;
· importar alguns produtos;
· cursar faculdade (Draper University);
· fazer cirurgias;
· comprar imóveis;
E então? Você entendeu agora como acontecem as transações com bitcoins? Pouco a pouco você se familiariza com o processo.
Fonte Foxbit Educação
submitted by exlcapital to exlcapital [link] [comments]

Criptomoedas, programadoras afegãs e inflação brasileira, na visão de Peter Smith

Não é de agora que o Brasil vem enfrentando uma crise sem fim, e diante de tantos escândalos financeiros, desvio de verbas e o Brasil em caos, surgem opções inteligente na economia mas infelizmente ainda pouca explorada.
Peter Smith CEO e co-fundador de Blockchain.info, serviço de exploração da rede Bitcoin, e carteiras bitcoin afirma ser uma das empresas de tecnologia com maior crescimento do mundo, o que? Você não acha? Hoje ele está à frente do mundo emergente das criptomoedas e tem ido bem abaixo do que ele chama de “toca do coelho bitcoin”.
Em um mundo onde palavras como “inovação” e “interrupção” são proferidas as vezes que por favor e obrigado, especialmente nos domínios das finanças e tecnologia financeira, às vezes tudo que você precisa é uma boa história.
Após o evento Virgens Disruptores, Smith contou uma história ao site Virgin sobre como a criptomoeda tinha transformado um programa no Afeganistão que ensina mulheres a programar.
“Roya Mahboob, uma mulher de negócios Afghan proeminente, exemplo de mulher, um programa de alfabetização digital que treina meninas afegãs em competências digitais para que eles possam ganhar dinheiro online. Infelizmente, PayPal e Woo Commerce com suas atividades suspensas no Afeganistão, então não havia nenhuma maneira para que essas mulheres possa realmente receber o pagamento. Até que eles começaram a usar bitcoin. Centenas de mulheres estão agora a ser pago para o trabalho de desenvolvimento do contrato inteiramente em bitcoin por empresas em Nova York e Londres “.
Uma dessas meninas foi Parisa Ahmadi, mas as perspectivas de que era “limitado por paredes e escola do meu quarto”. Embora Ahmadi não têm uma conta bancária própria, tudo o que precisava para receber bitcoin era uma conexão à Internet e uma carteira digital, como a empresa de Smith Blockchain.
Fica fácil esquecer que dois mil milhões de adultos no mundo estão sem banco, e ainda mais fácil de esquecer que muitas mulheres em países como o Afeganistão têm contas bancárias que são em grande parte são controladas pelo pai, marido ou irmão. No mundo ocidental, vivemos em uma sociedade onde os serviços financeiros são essencialmente grandes formas de confiança intermediada.
“Eu estava conversando com um de nossos clientes no Brasil recentemente, e ele está comprando bitcoin para se proteger contra a inflação galopante. Ele viu a riqueza pessoal de sua família exterminada nos últimos 15 anos, e ele está usando bitcoin para se certificar de que isso não aconteça novamente. ” – Afirma Perter.
Por que um sistema financeiro completamente tecnológico prova nada menos confiável do que um bem das pessoas? Lembrei-me que o verdadeiro valor desta tecnologia não é de modo que nós no Reino Unido têm uma outra forma de dinheiro que podemos usar para fazer compras on-line. A desintermediação das instituições financeiras centralizadas e a formação de criptomoedas tem o potencial de transformar o mundo em desenvolvimento, oferecendo aos seus cidadãos total transparência, segurança e controle sobre suas vidas financeiras.
Vemos claramente o quanto o bitcoin tem mudado as pessoas, principalmente como elas fazem negócios, deixar de usar uma instituição financeira, gerenciar o seu próprio dinheiro, ter total controle sobre o seus bens, é tudo isso é possível quando usamos o bitcoin.
Fonte: Criptomoedas Fácil
submitted by CristhianRaphael to BrasilBitcoin [link] [comments]

Como funcionam as transações em Bitcoin

Transações em Bitcoin são enviadas de e para carteiras de bitcoin eletrônicas, e são assinadas digitalmente por segurança. Todos na rede sabem sobre a transação, e o histórico da transação pode ser rastreado até o ponto onde o bitcoin foi produzido. Manter bitcoins é ótimo se você é um especulador esperando pelo aumento do preço, mas o ponto central dessa moeda é gastá-la. Sobre o uso de bitcoins, como essas transações funcionam?
Não existem bitcoins, apenas registros de transações com bitcoins
Aqui está a coisa engraçada a respeito de bitcoins: eles não existem em algum lugar, até mesmo em um disco rígido. Nós falamos sobre alguém ter bitcoins, mas quando olhamos em um endereço bitcoin particular, não existem bitcoins digitais mantidos nele, da mesma forma que você poderia manter libras ou dólares em uma conta no banco. Você não pode apontar para um objeto físico, até mesmo para um arquivo digital, e dizer: “este é um bitcoin”. Em vez disso, só há registros de transações entre diferentes endereços, com saldos que aumentam e diminuem. Todas as transações que já ocorreram são armazenadas em um grande livro geral de contabilidade chamado block chain (corrente de blocos). Se você quer trabalhar o equilíbrio de qualquer endereço bitcoin, a informação não está armazenada nesse endereço; você deve reconstruí-la olhando na corrente de blocos.
Com o que se parece uma transação?
Se Alice manda alguns bitcoins para Bob, essa transação terá três pedaços de informação:
Como é feito o envio?
Para enviar bitcoins, você precisa de duas coisas: um endereço bitcoin, e uma chave pessoal. Um endereço bitcoin não é como uma conta de banco; você não precisa de montanhas de papelada e RG para abrir uma. Na verdade, eles são gerados aleatoriamente e são simplesmente sequências de letras e números. A chave pessoal é outra sequência de letras e números, porém, diferente do seu endereço bitcoin, este é mantido em segredo. Pense no seu endereço bitcoin como uma caixa de depósito segura com um vidro na frente. Todos sabem o que está dentro dela, mas somente uma chave pessoal pode abri-la para tirar ou colocar coisas. Quando Alice quer enviar bitcoins para o Bob, ela usa sua chave pessoal para enviar uma mensagem com a entrada, quantidade e saída (endereço do Bob). Ela então o envia de sua carteira de Bitcoin para uma rede bitcoin mais ampla. De lá, os minerados de bitcoin verificam a transação, colocando ela em um bloco de transação e eventualmente resolvendo-o.
Por que às vezes eu tenho de esperar minha transação ser compensada?
Por sua transação ter de ser verificada por mineradores, você às vezes é forçado a esperar até que eles terminem de minerar. O protocolo Bitcoin é definido de modo que cada bloco leva certa de 10 minutos para ser minerado. Alguns comerciantes podem fazer com que você espere até o bloco ser confirmado, o que significa que você pode tomar um copo de café e voltar depois de um tempo antes de poder fazer o download dos produtos digitais ou para usufruir de um serviço pelo qual você pagou. Por outro lado, alguns comerciantes não irão lhe fazer esperar pela confirmação da transação. Eles efetivamente confiam em você, presumindo que você não tentará gastar os mesmos bitcoins em algum outro lugar antes da transação ser confirmada. Isso acontece frequentemente para transações de baixo valor, onde o risco de fraude não é tão grande.
E se as quantias de entrada e a saída não baterem?
Pelos bitcoins só existirem como registros de transações, você pode acabar com muitas transações diferentes vinculadas a um único endereço bitcoin. Talvez Jane enviou para Alice dois bitcoins, Filipe enviou para ela três bitcoins, e Eva a enviou um único bitcoin, todos como transações distintas em momentos distintos. Eles não são automaticamente combinados na carteira de Alice fazendo um único arquivo com seis bitcoins. Eles simplesmente estão lá como registros de diferentes transações.
Quando Alice quer enviar bitcoins para Bob, sua carteira vai tentar usar registros de transação com diferentes valores que somam o número de bitcoins que ela quer enviar para Bob.
Há a possibilidade de que, quando Alice quer enviar para Bob bitcoins, ela não tenha exatamente o número certo de bitcoins de outra transação. Talvez ela queira enviar 1,5 bitcoins para Bob. Nenhuma das transações que ela tem em seu endereço bitcoin é desse valor, e nenhuma delas produzem aquele montante se forem combinados. Alice não pode simplesmente dividir uma transação em menores montantes. Você pode apenas gastar todo o resultado de uma transação, mas não quebrá-la em pedaços menores. Ao invés disso, ela terá de enviar uma das transações de entrada, e então o resto dos bitcoins vão retornar para ela como troco. Alice envia dois bitcoins que ela recebeu de Jane para Bob. Jane é a entrada e Bob é a saída. Mas a quantidade é de apenas 1,5 bitcoins, porque isso é tudo o que ela quer enviar. Então, a carteira dela cria automaticamente duas saídas para sua transação: 1,5 bitcoins para Bob, e 0,5 bitcoins para um novo endereço, que foi criado para Alice esperar pelo troco de Bob.
Há alguma taxa de transação?
Às vezes, mas não sempre. Taxas de transação são calculadas baseadas em vários fatores. Algumas carteiras permitem que você defina taxas de transação manualmente. Qualquer parte de uma transação que não é captada por um receptor ou devolvida como troco é considerada como taxa. Ela vai para o minerador sortudo o suficiente para resolver este bloco de transação como uma recompensa extra.
Agora mesmo, muitos mineradores tratam de transações sem taxas. Na medida em que os blocos de recompensa para bitcoins diminuem, isso se tornará cada vez menos comum
Eu posso ter um recibo?
O Bitcoin não foi feito para ter recibos. Entretanto existem mudanças (http://www.coindesk.com/bitcoin-developer-jeff-garzik-on-altcoins-asics-and-bitcoin-usability/) que ocorrerão na versão 0.9 que vão alterar a maneira como os pagamentos ocorrem, tornado eles mais maduros e amigáveis para os usuários. Empresas que fazem processamento de pagamentos como o BitPay também fornecem recursos que você normalmente não teria em uma transação de bitcoin nativa, assim como recibos e páginas de confirmação de pagamento.
E se eu apenas quiser mandar parte de um bitcoin?
Transações em bitcoins são divisíveis. Um satoshi é um milionésimo de um bitcoin, e é possível enviar uma transação tão pequena quanto 5430 satoshis na rede bitcoin.
Fonte: http://www.coindesk.com/information/how-do-bitcoin-transactions-work/ Traduzido por: Sarah Alexandre e Brasi Bitcoin
submitted by allex2501 to BrasilBitcoin [link] [comments]

Acho que quero umas Bitcoins!

Saudações aos meus caros irmãos do Brasil!
Eu sou um português que tem andado nos últimos tempos mais ou menos a acompanhar a Bitcoin. Ainda não compreendo tudo muito bem, mas acho que já percebo os conceitos básicos mais ou menos.
Eu tenho algum dinheiro «parado» que não me serve de nada e que não me faz falta, e tenho andado a pensar em investi-lo em qualquer coisa; particularmente em Bitcoins. «Pôr o dinheiro a trabalhar por mim», digamos assim. Neste momento é um bocado estranho pensar em investir em Bitcoins, uma vez que o preço está relativamente alto; mas aparentemente existe uma forte possibilidade de este preço ainda poder ser uma boa base de investimento, porque parece haver uma boa probabilidade de a Bitcoin continuar a valorizar até valores bastante mais altos.
Mas a quantia que tenho é em dinheiro vivo, o que provavelmente dificulta ligeiramente a transacção: não a posso fazer digitalmente.
Eu tenho €960. De acordo com o MtGox, neste momento a Bitcoin vale €292. O meu plano seria, naturalmente, assumir a perda deste dinheiro, mas tendo esperança que a Bitcoin ainda valorize muito. O que eu faria seria, então, comprar 3 Bitcoins (por €900) e, quando – e se – o preço da Bitcoin atingir os €900, vender uma para recuperar o dinheiro investido e guardar as outras duas. Mas para isso tenho de comprá-las. E teria de ser já. Será que há por aqui alguém que, por algum acaso, esteja por Portugal, e que esteja disposto a vender-me 3 Bitcoins pessoalmente por €900 em dinheiro? Existe alguma forma mais segura de fazer esta compra pessoalmente em Portugal, a troco de dinheiro vivo? Preferencialmente, sem ter de pagar taxas…
Também não me importaria de utilizar o BitCoinTip, se bem que ainda não sei exactamente como funciona. Aparentemente significa, basicamente, que fico com uma carteira associada à minha conta do Reddit, o que me não me parece mal. Acho que estaria interessado em ter três Bitcoins numa carteira associada a esta minha conta do Reddit. De qualquer forma, talvez o melhor seja ter uma carteira privada que possa guardar em vários locais… o que acham?
Naturalmente que sei que esperar que uma coisa que vale agora €300 possa vir a valer €900 é incrivelmente esperançoso e talvez irrealista, e que o futuro é inevitavelmente incerto; mas pelo que tenho lido existe uma possibilidade de isso acontecer… e depois sentir-me-ia estúpido por não ter investido mais cedo (como já sinto agora que a Bitcoin já valorizou tanto). O que acham?
O que me dizem? Alguém me pode/quer ajudar? Naturalmente que, neste subreddit, todos devem achar que sim, mas ainda assim vou perguntar: acham que é boa ideia eu investir em Bitcoins neste momento? Acham que é possível atingir o meu objectivo de, pelo menos, poder recuperar totalmente o meu investimento e ainda poder ficar com 2 Bitcoins? Quão provável acham que isto é e quanto tempo acham que eu teria de esperar, realisticamente, até que uma Bitcoin valha €900?
Fico muito agradecido por qualquer resposta e ajuda que me ofereçam!
submitted by imaturo to BrasilBitcoin [link] [comments]

Hora de dar fim nos cartórios. Ronaldo Lemos Folha

É inacreditável ainda existir cartórios no Brasil. Mais inacreditável é que o Congresso esteja prestes a aprovar uma emenda constitucional para beneficiar pessoalmente 4.965 "donos" de cartório que não fizeram sequer concurso público, concedendo a eles o direito vitalício de continuar ganhando muito dinheiro às custas dos demais 204 milhões de brasileiros. Mudar a Constituição para beneficiar um punhado de gente é feito histórico e trágico.
Nos Eua, qualquer pessoa pode virar "dono" de cartório (chamados de "notários"). É tão fácil quanto tirar carteira de motorista. Em geral, basta fazer um curso de capacitação e pagar 50 dólares (R$175) para fazer uma prova. Se passar, o candidato torna-se um notário. Recebe um selo público de autenticação e um livro de registros. O notário deve obedecer fielmente à lei. Se usar seu selo ou livro de modo fraudulento, perde a certificação e vai para a cadeia.
O resultado desse sistema é que há notários em toda parte. Já vi alunos de universidades americanas precisando "reconhecer firma" para um projeto. Em vez irem a um cartório, bastou escrever para os colegas perguntando quem era notário. Três colegas da mesma classe responderam de pronto. As firmas foram "reconhecidas" ali mesmo, por alguns centavos cada uma.
Além de mudar o modo de nomeação dos cartórios, é preciso fazer com abracem a tecnologia. Todos os registros públicos já deveriam estar 100% digitalizados e abertos na internet. A informação guardada pelos cartórios é pública e deve poder ser consultada de graça por qualquer pessoa na rede. Quem precisar pagar por uma "certidão", que pague. Mas a consulta aos registros cartoriais (seja de títulos, documentos ou imóveis) deve ser gratuita e aberta online. Pagar para consultar registros que já são públicos é uma excrescência.
Nos EUA, a publicação na internet de todos os registros de venda de imóveis revolucionou o mercado imobiliário. Permitiu o surgimento de sites como Trulia.com e Zillow.com, onde é possível saber o preço de transação de todos os imóveis do país, além de verificar seu histórico de compras, vendas e até locação. A competitividade e liquidez que isso gerou no mercado são imensas.
Dá para ir ainda além. Há países incorporando a tecnologia chamada "blockchain", derivada da plataforma Bitcoin, para revolucionar os registros públicos. O "blockchain" é uma espécie de registro público descentralizado baseado na internet. Diferente dos registros em papel, ele é impossível de ser fraudado. Na América Latina, Honduras é o primeiro país a seguir nessa linha. Está migrando seus cartórios de imóveis para a internet, tornando-os 100% virtuais por meio do blockchain (que é um protocolo aberto, ou seja, não tem nenhum dono privado).
As condições sociais e tecnológicas de hoje não admitem mais o modo como os cartórios são organizados no Brasil. Em atenção ao princípio constitucional da igualdade, é preciso dar fim à nobreza cartorial.
Fonte Folha
submitted by brasilbitcoin to BrasilBitcoin [link] [comments]

CARTA DE RICK FALKVINGE SOBRE O HARD FORK DO BITCOIN E RUMOS

CARTA DE RICK FALKVINGE NA SUBREDDIT /BTC SOBRE O HARD FORK DO BITCOIN E RUMOS Traduzido por Criptonauta – https://reddit.com/useCriptonauta
Alguns conselhos para o Classic e apoiadores
Então parece que o hard fork está acontecendo. Muitas pessoas têm lutado duro e por bastante tempo para aumentar o limite do blocksize, usando maneiras variadas, e parece estar finalmente acontecendo.
O Core não aproveitou a última oportunidade disponível para incluir um aumento do limite do blocksize no 0.12, mas anunciou um candidato a lançamento sem essa característica. Então é isso, é quando o fork acontece ou não acontece. Nesse momento, baseado no apoio anunciado, o fork parece estar seguindo adiante. Muitas pessoas que apoiam o Classic estão sentindo um grande alívio, mesmo se pessoas saibam que esse esforço não está feito até que o gatilho do blocksize tenha sido ativado na rede. Está longe disso nesse momento – nem mesmo há um código lançado. Mas tudo parece estar indo na direção certa.
É importante refletir sobre como isso é mais do que uma discussão sobre funcionalidades. Essa é uma eleição do que as pessoas decidem vem a decidir as funcionalidades direção, qualidade e visão seguem adiante. E como Satoshi declarou, há apenas uma coisa que determina o resultado da eleição: qual código está produzindo a corrente mais longa. É assim que a democracia do bitcoin funciona, bem assim.
Essa não é uma seleção de funcionalidades. É muito maior do que isso. É uma eleição de governança e administração para o futuro.
Como na maioria das eleições, sempre há muita animosidade – em ambas as direções. Assim, calcanhares bateram firme, valas se tornaram trincheiras e preferências se tornaram prestígio, as pessoas estão começando a chamar umas às outras e a acusar o outro lado por não trabalhar no que é melhor para o bitcoin, e ativamente citando nomes específicos em contextos negativos.
Quando aqueles no poder fazer isso a você, você está sentindo tudo no livro entre ressentimento, menosprezo e ultraje. É fácil fazer a mesma coisa de volta. Há até mesmo sugestões de que o Core está deliberadamente sabotando o bitcoin em benefício de... uma seleção de atores.
Isso cria uma cultura tóxica levando ao ponto da eleição, onde as pessoas estão com medo de tomar atitudes positivas ao bitcoin em antecipação de toda a atenção negativa que se segue – pois em tal ambiente, praticamente toda a atenção será negativa.
Isso não ajuda aquelas pessoas incumbentes de posições de poder tenderem a “fazer aquilo que elas devem, porque elas podem” de forma a preservarem o status quo, não importa o quão pequena ou insignificante aquela incumbência seja – isso inclui tudo desde o apagamento de discussões pelo Theymos, via tolos ataques DDoS a nodos XT, à venenosa requisição de pull ao Classic, sobre matar todo o investimento em hardware de mineração. Ações como essas não são totalmente desculpáveis, mas eles ainda são humanos: pessoas tendem a cometer o erro muito humano de deixarem os fins justificarem os meios, com os fins sendo aquilo que acreditam ser o melhor para a rede bitcoin.
É claro, outras pessoas discordam do que é melhor para a rede bitcoin, e a toxidade segue até que o conflito seja resolvido. E além. A toxidade irá permanecer até que ativamente removida pela liderança.
É a responsabilidade do vencedor em qualquer racha terminar a tóxica cultura de animosidade de hostilidades e adversarialismo pessoal. Eu não posso reforçar isso o suficiente.
A história é cheia de exemplos onde os vencedores se recusaram a viver junto com os perdedores e reconstruírem juntos o mundo uma vez que o conflito foi resolvido. Isso nunca termina bem. Por outro lado, onde o oposto é verdade – o fim da segregação da África do Sul por Mandela como presidente me vem à mente como um bom exemplo de liderança aqui – pessoas aprendem a deixar a animosidade para trás.
Existe um thread muito upvoted sobre manter a moral alta no /btc, o que me faz feliz. Contudo, um esforço como o que estou descrevendo vai além de não se comportar mal. O lado vencedor deve ativamente assumir a responsabilidade pela reconciliação.
Muitas pessoas que submeteram código para o Core (e anteriormente) são coders habilidosos, e no final, trabalhando por suas visões. Essa visão não tem que ser incompatível com a visão do Classic, de forma alguma – pode ser apenas uma questão de prioridades de funcionalidades levemente diferente, com pessoas pretendendo colocar tudo lá, de qualquer modo.
Isso assume, é claro, que o hard fork ocorra. Nós ainda não estamos lá. Não tenha o sucesso como garantido; muitos projetos falharam por terem o sucesso como garantido.
(Eu também gostaria de saudar Jonathan Toomim por não participar do racha, e ao invés disso se focar em solucionar o problema para a aceitação da maioria das pessoas. MVP reais aqui.)
Alguns conselhos para o Core e apoiadores
É fácil sentir ressentimento nesse estágio, ter feito tanto trabalho duro e escrito tanto código de alta qualidade e ainda receber uma tempestade de merda por isso. Quando eu estava liderando o Partido Pirata Sueco no Parlamento Europeu, fui gradualmente me acostumando em receber uma barragem de granadas de críticas por tudo que eu fazia e pelo que não fazia, todos os dias, começando com quando eu havia ou não me levantado da cama pela manhã.
É muito difícil explicar o que isso faz à sua psique para alguém que não tenha passado por isso. Imagine que todo mundo está lá fora para pegar você, todos os dias, e lhe dando um esporro alto, o culpando por tudo, desde a laranja ser redonda até a má interpretação por um Mongol sobre o que você disse três anos atrás.
Não estou exagerando quando eu digo que as pessoas provavelmente poderiam piscar os olhos e irem usar camisas de força por muito menos.
Mas o ponto crucial quando se está numa posição de liderança é que, receber críticas por absolutamente tudo, é manter sua habilidade para classificar as críticas mais relevantes das dos motoristas no banco de trás, que fazem a vida de reclamar mas não contribuir. Você também tem que confiar em sua bússola interna da visão que você quer alcançar.
Do que eu posso dizer, o Core cometeu o erro comum, mas crucial, de se isolar da comunidade e assumir a posição de expert quando todo mundo mais está confiando nessa bússola interna sobre críticas externas, onde o Core está de alguma forma certo por definição – o desenvolvimento ocorre da forma quiser, ponto. Isso é muito perigoso para qualquer projeto open source / software livre. Outras pessoas são tão inteligentes quanto e podem ter experiência e habilidade consideráveis para avaliar as alegações feitas, e elas deveriam, não, devem ser seriamente levadas em consideração.
Para ilustrar apenas um ponto, vamos dar uma olhada aqui na solução de escala do Core, Segregated Witness.
Quando aplico minha experiência não-trivial em programação e design de sistemas – eu comecei a programar 37 anos atrás – eu vejo essas duas opções para escalar o bitcoin em curto prazo:
OPÇÃO UM – Mudar o limite do blocksize, aumentando para dois megabytes. Uma linha de código para a constante, aproximadamente dez LOCs para ativação do trigger lógico. Requer o upgrade de uma maioria de softwares de servidores.
OPÇÃO DOIS – Introduzir Segwit. Aproximadamente 500 linhas de código novo, dos quais pelo menos 100 no código hipersensível de consenso. Requer o upgrade da maioria dos softwares de servidores e todos os clientes/softwares de wallet e hardware de cliente/carteira, especialmente aqueles que precisam pagar dinheiro por um endereço arbitrário (como o Segwit apresenta um novo tipo de endereço que tanto o remetente quanto o destinatário devem lidar).
Quando os proponentes da escalabilidade do Core me dizem que a Opção Dois aqui é melhor porque é mais segura e tentam me fazer compreender essa afirmação, ou eu sou completamente insano ou a declaração é equivalente a “preto é branco e em cima é em baixo”. Não é somente contra toda a experiência em gerenciamento de risco em engenharia de software, é algo que vai tão longe que não reflete mais a luz do sol.
Quando eu tento entender mais e desafio a asserção de que a Opção Dois é mais segura – sobre o que devo dizer que são fundamentos muito bons – me é dito que eu deveria deixar o design para os experts e que eu não entendo o suficiente da complexa máquina que é o bitcoin. Eu sei, eu sou capaz de aprender complexidades, mas eu sou firmemente dito para nem tentar.
Essa não é a forma como teve sucesso em manter a comunidade. Isso não é como você quer fazer com que as pessoas usem seu código.
É claro, as pessoas são livres para rodarem quaisquer códigos que gostem. Mas as verificadas e balanços em uma comunidade de código aberto é simples: se a liderança por um projeto constrói algo diferente do que as pessoas querem rodar, elas irão rodar alguma outra coisa. É, portanto, do interesse da liderança escutar que software a maioria da comunidade quer usar. Esses interesses que competem fornecem as verificações e balanços.
Agora, eu entendo as complexidades de uma transferência de bloco vezes através do firewall chinês e que testes preliminares indicam que um full node típico está saturado com um bloco de 32 megabytes. Todavia, nenhum desses limites será alcançado por esse escalamento em particular. Também, quando indo por uma senda como essa, você trabalha em um problema por vez, resolve um gargalo por vez. As pessoas vêm sinalizando pela necessidade de aumentar o blocksize por... eu não tenho as datas aqui em mãos, mas deve ser por boa parte do ano, se não mais. Mais adiante no caminho, escalar a capacidade dos nodes pode ser feito de uma série de formas, desde GPUzar ECDSA para hardware especializado, mas isso não é o gargalo iminente.
Quando tal enorme quantidade de dados cruciais (na necessidade de aumentar o limite do blocksize) é ignorado, isso é feito sob o perigo do projeto.
As pessoas na comunidade bitcoin são geeks inteligentes, capazes de inalar quantidades absurdas de informação e cruzar referências entre todas elas. Se você é incapaz de explicar por que sua solução é melhor do que outra proposta, as pessoas ficarão extremamente insatisfeitas com a resposta “porque somos experts” – pois você deve assumir que outras pessoas na comunidade, em caso geral, são pelo menos tão inteligentes ou mais do que você é. É até mesmo possível que se você não puder explicar sua solução para uma mente aberta e inteligente, ela não seja uma boa solução.
Finalmente, algumas reflexões pessoais Infelizmente, eu acredito que o desenvolvimento do bitcoin perdeu o tato com necessidades de larga-escala durante o ano passado. No momento, há três casos de uso que todas as novas funcionalidades deveriam buscar melhorar:
Transferência de Remessa (Remittance): O ato de enviar dinheiro entre indivíduos em países diferentes.
Substituição de cartões de crédito: das perspectivas de tanto o pagador quanto do comerciante (dois casos de uso diferentes). Isso significa que um pagamento deve ser instantâneo, fácil, e muito mais barato do que uma operação via cartão de crédito. Esses três casos de uso diferentes devem ser frontal esquerda, direita e centro quando fazendo qualquer design na rede blockchain, até onde sei. Eles também reforçam a cada um quando fundos recebidos por remittance não tem que ser convertido em fiat para ser usado na compra de algo.
Se não houver lucro a ser feito no uso do bitcoin como substituto de pagamentos via cartão de crédito, bitcoin não será usado em escala. Desdobramento e ultrapassar sistemas legacy dependem inteiramente de ganhos financeiros na comercialização. A história começa e termina com essa observação.
É por isso que estou preocupado quando olho as características do 0.12. Não vejo nenhuma funcionalidade tendo como alvo algum desses três casos de uso. Fato é, eu vejo pelo menos uma funcionalidade degradando severamente a capacidade de substituir os cartões de crédito – RBF – e a falta de escalabilidade colocando em risco severamente, para não dizer removendo definitivamente, a lucratividade em substituir os cartões de crédito.
O que eu vejo, ao invés disso, é a engenharia pela engenharia. A pergunta de “quem é o cliente?” parece ter se perdido no processo. Enquanto é discutível que não haja clientes em um projeto open-source, de qualquer forma há uma importância em compreender onde os pinos da bola de boliche estão para uma tecnologia disruptiva como essa – e certamente não é no tempo de inicialização de um novo node. Eu argumentaria que, ao invés disso, os pinos da bola de boliche são os três casos de uso que listei acima, e adoraria ver um foco mais forte em casos de uso tangíveis indo em frente mesmo se as pessoas discordarem com minhas escolhas de casos.
Para o alto e avante. O bitcoin irá se recuperar e continuar.
Vamos todos aprender com essa experiência.
submitted by criptonauta to oBitcoin [link] [comments]

Exchange de bitcoin "vira" Banco

A BitcoinToYou, exchange brasileira de moedas virtuais, investiu para ampliar seu leque de serviços, agora operando também como uma empresa de serviços bancários.
A mudança ocorreu após a companhia, fundada em 2013, firmou uma parceria com a Real Bit Investiments, mineradora norte-americana de Bitcoins, para ganhar liquidez financeira e, assim agregar funcionalidades como quitação de contas, boletos, transferências e recarga de celular.
Inicialmente, a companhia atuava convertendo a moeda digital para dinheiro físico, além de administrar a carteira de clientes online. De acordo com a companhia, em dois anos de mercado foram somados cerca de 10 mil clientes. A empresa lança em julho seu novo portal e um aplicativo para os usuários comprarem e venderem a moeda via smartphone. O app facilita a compra, venda e administração da carteira online, com a possibilidade de realizar pagamentos diretamente pelo celular.
"Com a oferta de recursos que antes só eram oferecidos pelos bancos, temos a expectativa de alcançarmos 50 mil clientes em mais um ano", afirma André Hora, diretor da BitcoinToYou.
Com os investimentos da mineradora – que possui datacenters para produção de Bitcoins nos Estados Unidos e China –, a companhia terá ganhos em volume operacional, o que viabiliza os serviços de pagamentos e transferências pela internet, com tarifas inferiores aos bancos tradicionais.
"Os clientes questionavam se era possível pagar boletos com o Bitcoin, fazer recarga de celular ou enviar e receber pagamentos por e-mail como é feito com o PayPal, daí surgiu a necessidade de atualizarmos a plataforma para prover estes recursos, que começam agora em julho", completa o executivo.
A fusão também permite a compra do Bitcoin por uma cotação abaixo da oferecida no mercado nacional. Atualmente, o Bitcoin é vendido por cerca de R$ 800 no país.
Outra novidade é um cartão de débito da BitcoinToYou, previsto para ser lançado ainda este ano. “Com ele, a pessoa poderá fazer compras em qualquer estabelecimento com o Bitcoin, já que fazemos a conversão automática para reais”, detalha o diretor da exchange.
O objetivo do investimento da mineradora americana é alavancar a operação da companhia e torná-la a maior da área no Brasil. Com nova sede em São Paulo e quatro agências físicas – Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre e Brasília – a BitcoinToYou espera ganhar projeção internacional com a fusão.
“Faremos uma série de novos aportes ainda esse ano para ampliar a operação da empresa para outras regiões do país e para o exterior”, informa Bernardo Schucman, CEO da Real Bit Investiments.
Segundo Horta, depois do boom seguido do período turbulento que a moeda passou em 2014, em função de problemas em exchanges como o caso da japosesa Mt. Gox, a moeda está em um momento de estabilização, retomando o crescimento de forma mais racional.
"Bitcoin deixou de ser utilizado para compras ilícitas e está se tornando uma moeda de troca de produtos em vários sites, como Microsoft e Dell. Além disso, bancos de todo os mundo estão fazendo experimentos com o Bitcoin para poderem utilizá-lo, é o caso do banco americano Bank of America, Santander e UBS", finaliza o executivo.
Fonte baguete.com.br
submitted by brasilbitcoin to BrasilBitcoin [link] [comments]

Tudo sobre o Bitcoin: a história, os usos e a política por trás da moeda forte digital *Gizmodo*

Fonte Gizmodo
Em abril de 2013, visitei um prédio ocupado em Londres e fui apresentado a um grupo de ativistas políticos e hackers que trabalham para transformar a maneira como entendemos e usamos o dinheiro, visando uma reestruturação do próprio sistema financeiro e a criação de uma nova organização econômica. Formado por jovens que se conheceram no Occupy London (protesto que ocupou as imediações da catedral de St. Paul’s entre outubro de 2011 e junho de 2012), o squat fica no coração da cidade, bem próximo ao centro bancário, e se tornou o ponto de encontro informal da comunidade interessada em bitcoins e em criptomoedas na capital inglesa. Lá ouvi sobre os esforços daqueles que estão criando o ecossistema da primeira moeda digital, descentralizada, anônima e instantânea do mundo – o Bitcoin (BTC) – e como o conceito lançado por ela pode libertar o dinheiro e dar mais poder às pessoas para gerenciar suas finanças.
Era insólito ser apresentado a uma utopia com tamanho potencial transformador para a economia em um ambiente como aquele – um edifício comercial gigantesco e quase deserto, ainda com luzes e água funcionando, paredes inteiramente grafitadas e alguns gatos pingados espalhados pelas salas. “Bitcoin é um sistema econômico alternativo que usa moedas digitais e que se auto-regula com base em um sistema de mineração informatizado, criptografia de chave pública e um arquivo que registra todas as transações feitas. É uma solução para o futuro do dinheiro digital”, me explicou Amir Taaki, programador inglês que se envolveu com o sistema nos seus primórdios e era meu contato no local. De moicano em riste e vivendo apenas com o que cabe em uma mala, Taaki parecia um mensageiro improvável para a mais recente novidade econômica. Mas as aparências enganam – ele aprimorou partes do código, fundou dois câmbios e uma consultoria sobre o tema e é o organizador de uma conferência que chega à sua segunda edição em novembro deste ano.
Apesar de ainda viver seus primeiros dias e contar com um caráter experimental, a moeda vem crescendo e apresentando uma série de vantagens teóricas em relação ao sistema bancário tradicional – transferências de pessoa a pessoa sem o intermédio de bancos ou regulação central, taxas menores, abertura fácil de contas e poucos pré-requisitos para começar. Reunindo um grupo de interessados na moeda, o ambiente estava elétrico naquela noite, movido principalmente pela alta histórica da moeda hacker. Em tempos de crises como a do Chipre, onde o governo ameaçava confiscar uma parte das economias bancárias da população e usá-la para pagar a dívida de bancos, a ideia de uma moeda descentralizada e livre das garras do sistema financeiro e político ganha um interesse ainda maior.
Diversas empresas já tornam possível comprar uma grande variedade de itens com bitcoins – uma nova leva de startups já vende legalmente casas, computadores, guitarras e pizzas em troca da criptomoeda, que também pode ser trocada por prata ou ouro em câmbios especializados. Com a maior atenção da mídia para o assunto, algumas companhias de tecnologia também se equiparam para receber pagamentos em Bitcoin – WordPress, Mega e Reddit entre elas. Atualmente, a maioria das companhias aceitando bitcoins são digitais, mas alguns (poucos) locais físicos despertam para o crescente mercado. Hoje, a moeda flutua pelo mundo digital. Mas grandes cidades já se adaptam à nova economia, e Berlim já oferece cafés, bares, restaurantes e lojas de discos que aceitam bitcoins.
Estipula-se que a experiência do Chipre e a má situação da economia espanhola aumentaram a demanda por bitcoins e foram dois fatores decisivos para a impressionante alta do valor das moedas em 2013 – durante o mês de abril, cada moeda chegou a valer US$ 266. Alguns dos que estavam reunidos comigo naquele squat puderam se tornar milionários com a atualização nos valores, quase que da noite pro dia. Posteriormente, a economia teve uma queda motivada por ataques a um site de câmbio e hoje cada bitcoin vale US$ 120, ainda assim um valor alto se pensarmos que em janeiro 1 BTC saia por US$ 13,50.
A alta no preço das moedas reflete uma maior demanda por elas, que são limitadas. Tal procura pode ser motivada por diversos fatores (maior exposição na imprensa, incerteza econômica em países europeus ou mero faro de que aquele projeto poderia se valorizar). Já a ‘quebra’ subsequente parece ter sido arquitetada, com o Mt. Gox (maior câmbio de bitcoins) tendo sofrido uma série de ataques DDoS que tinham como objetivo justamente a desestabilização do seu serviço e a queda do valor das bitcoins, que puderam ser readquiridas por muito menos e, com o decorrer do tempo, passaram a crescer novamente. Por ser puramente digital, o Bitcoin sofre de ameaças digitais: atualmente, um DDoS pode balançar a economia.
Se para alguns se trata apenas de uma bolha e um esquema para que os usuários antigos ganhem em cima dos novos, outros enxergam no conceito “a ideia mais perigosa da internet” e um potencial para revolucionar o sistema financeiro e criar uma economia paralela, gerida para e por pessoas. O protocolo do dinheiro eletrônico peer-to-peer não depende da confiança em uma autoridade monetária central e permite transações semi-anônimas e quase livres de impostos e taxas, mesmo no caso de envios para o exterior. Em poucos segundos é possível transferir dinheiro para o outro lado do planeta, de uma pessoa para outra, sem a intermediação de bancos ou regulações governamentais. Pode parecer exagero, mas os defensores do Bitcoin defendem que o impacto social e econômico do projeto pode ser comparável ou até maior do que o da própria internet. O objetivo último é transformar a maneira como enxergarmos o que é dinheiro e os canais pelos quais ele é escoado. A ideia é potencialmente disruptiva – em uma sociedade que se organizasse em torno de um conceito financeiro como esse, não existiriam fronteiras ou intermediários entre você e seu capital, e ninguém teria a chave-mestra para a sua conta ou decidiria para quem pode ou não transferir dinheiro. Ao mesmo tempo, ninguém se responsabilizaria no caso de desvios ou problemas quaisquer, assim como nada garante que o valor da moeda se mantenha.
Bitcoins são mais ou menos como o ouro. Como o metal precioso, elas têm que ser ‘garimpadas’ na internet através de usuários de uma aplicação gratuita que libera bitcoins em troca de um esforço computacional na resolução de problemas matemáticos complexos, que ajudam a verificar e divulgar todas as transações. A rede possui um banco de dados que se expande em blocos, que são gerados mais ou menos a cada dez minutos e que contêm todas as transações realizadas – mantendo a privacidade dos usuários, as trocas ficam abertas e podem ser checadas. Trata-se de uma medida de segurança que visa impedir que uma bitcoin seja gasta duas vezes. Com cada bloco sendo gerado com base no anterior, é impossível corromper o sistema e inserir moedas ou transações falsas.
O ‘garimpo’ se dá de forma que a quantidade de fundos disponibilizada é ajustada em uma crescente previsível e controlada – apenas 21 milhões de bitcoins serão criadas, com uma escala pré-definida sobre a liberação delas até 2040 – tudo isso para evitar a versão digital do “basta imprimir mais dinheiro, oras”. Os mineradores são responsáveis por adicionar ‘blocos’ de transações na rede, ganhando por isso uma recompensa em bitcoins. Tecnicamente, qualquer um pode se tornar um minerador e ganhar bitcoins, mas com o tempo os problemas se tornam mais difíceis e apenas equipamentos especializados e de alta capacidade podem ajudar a resolvê-los. Supercomputadores são usados para isso, e assumem o posto de perfuradoras digitais. Hoje em dia, o equipamento para mineração já evoluiu para caros sistemas computacionais adaptados para competir por novas bitcoins, e já é bem difícil que um novato entre no jogo. Da escassez nasce o valor do Bitcoin – assim como o ouro, a demanda é limitada e o esforço para consegui-lo é cada vez maior.
Alguns dias depois do encontro com a comunidade Bitcoin em Londres, adquiri minhas primeiras moedas e comecei a pesquisar como tudo isso funcionava na prática. Adquirir a moeda é relativamente simples, mas todo o processo e suas diferenças para o sistema bancário tradicional podem afastar o leigo. Para quem não tem os conhecimentos técnicos necessários ou o interesse para iniciar uma operação de mineração, pode-se conseguir bitcoins ao vender serviços ou bens e cobrar na moeda, comprá-las de alguém (existem inúmeros sites para isso, como o LocalBitcoins) ou trocar euros ou dólares em câmbios especializados, sendo o maior deles o Mt.Gox, empresa japonesa que processa quase 80% das trocas. Com a popularização, novos e mais práticos meios de receber bitcoins estão sendo desenvolvidos, empresários já trabalham em caixas eletrônicos e também já existe uma versão física do dinheiro eletrônico.
Ao adquirir bitcoins, as moedas ficam arquivadas em uma ‘carteira digital’ no seu computador na forma de códigos de 64 caracteres cada. Uma das maneiras mais simples de consegui-las é com o uso de um processador de pagamentos como o BitInstant, onde você deposita dinheiro e, ao pagar uma pequena taxa, recebe o valor depositado em BTC na sua carteira digital (Bitcoin-QT ou Coinbase são boas opções). Através do programa, é possível arquivar moedas e também mandar e receber de outros, mas vale fazer um adendo: tome cuidado ao escolher as empresas ou pessoas com quem fará negócio em BTC, já que as transações são irreversíveis e a única opção no caso de algum engano é esperar que o outro lado da linha devolva os seus fundos. Se você decidir se aventurar no mundo BTC, também aconselho a leitura mais detalhada dos diversos meios para garantir a segurança da sua carteira.
Para fazer uma transferência, basta declarar a quantia através do programa escolhido, assinar digitalmente com a chave privada dada a cada endereço e digitar também o código daquele que recebe. A transação é então verificada pelos mineradores que, se aceitarem o procedimento, gravam os registros e distribuem por toda a rede. A partir desse momento, o dinheiro já está em posse da outra pessoa, como saldo disponível em sua ‘carteira digital’. Aqui, o minerador funciona como intermediário, mas nunca como regulador da moeda.
Com moedas em caixa e entendendo melhor como tudo isso se dá no mundo real, hora de explorar as origens e o potencial da moeda hacker.
O resto da Materia pode ser liga aqui http://gizmodo.uol.com.btudo-sobre-o-bitcoin/
Rafael Cabral tem 25 anos e é um jornalista interessado na intersecção entre internet e política. Iniciou sua carreira como repórter do caderno Link, n’O Estado de S. Paulo, e desde então já publicou matérias em diversos meios, quase sempre relacionadas a tecnologia. No último ano esteve flanando por Londres, onde conheceu a galerinha maneira do Bitcoin
submitted by allex2501 to BrasilBitcoin [link] [comments]

Guia de Segurança Básico para Bitcoin

Guia de Segurança Básico para Bitcoin
Olá, Este post é para lhe dar uma rápida introdução em segurança de Bitcoin. Enquanto ninguém pode garantir a você 100% de segurança, eu espero mitigar alguns dos problemas que você pode ter. Este é um “20% de esforço para conseguir 80% de segurança”.
Em primeiro lugar, você tem de determinar quanto dinheiro você quer investir em Bitcoin e quanto esforço você está disposto a colocar nisso. Se você está feliz em investir uns poucos dólares e não se importa em perdê-los, esta é uma abordagem a se adotar. Para todos os outros, vamos começar.
Força da Senha
Muitas vezes o quão seguro seu dinheiro está é determinado pela força de sua senha. Uma vez que no pior cenário nós estamos falando sobre alguém tentando invadir sua carteira, senhas online casuais são muito fracas. Senhas com menos de 10 caracteres são muito fracas. Palavras comuns ou frases são muito fracas. Adicionar um número ao final da senha é muito fraco.
Além disso, você pode considerar sua senha muito fraca se você:
Se você realmente quer uma senha forte:
Segurança da Carteira
Agora estamos chegando ao cerne das coisas. Há um grande número de carteiras [http://bitcoin.org/en/choose-your-wallet] disponíveis para guardar seus tão suados bitcoins. Se você tem uma quantia decente de moedas para guardar, você deve buscar softwares de carteiras - BitcoinQT, MultiBit, Armory ou Electrum. Eles são alguns dos melhores lugares para guardar seu dinheiro de forma segurança (uma vez que seu computador seja seguro também). Escolha um que você ache que melhor se adeque a vocvocê, instale-o e criptografe o arquivo de sua carteira com uma senha forte. Você deve fazer back-up de seu arquivo (a localização do arquivo é diferente para diferentes clientes, então você deve fazer alguma pesquisa para descobrir como achar aquele arquivo). Faça back-up em um CD, um USB seguro ou algo do tipo. O guarde em um lugar seguro. Se você perder esse arquivo, você perde seu dinheiro.
Uma palavra rápida sobre carteiras determinísticas [https://en.bitcoin.it/wiki/Deterministic_wallet]. Electrum e Armory permitem que você crie carteira de um “seed” (semente). Se você usar o mesmo “seed” depois, você pode recriar sua carteira em outras máquinas. Com determinadas carteiras, você só precisa manter o “seed” seguro para acessar seu dinheiro. Em comparação, nas carteiras tradicionais do BitcoinQT, cada endereço que você usar é randômico, o que significa que depois que você enviar entre 50 ou 100 transações de saída seus backups podem ficar obsoletos. Sempre mantenha back-up atualizado de tal arquivo carteira se possível.
Ok, às vezes você precisa ter seus Bitcoins quando deixa seu computador. Nesse caso, você deve procurar por carteiras online ou via mobile. Um exemplo para ambos é o Blockchain.info, mas existem outros para serem escolhidos. Uma regra de ouro para essas carteiras é não guardar nelas mais dinheiro do que você esteja disposto a perder. Elas são melhores usadas como uma forma conveniente de ter acesso ao seu dinheiro, mas não para guardar suas reservas.
O que ter em mente quando for usar carteiras online:
Armazenamento Frio (Cold Storage)
Às vezes você quer guardar seus bitcoins por um longo período de tempo em um lugar seguro. Isso é chamado de “cold storage”. Existem umas poucas maneiras de se fazer isso.
Em primeiro lugar, carteiras de papel [https://www.bitaddress.org/]. Eles são legais para dar pequenas quantias de bitcoin como presentes, mas também para armazenamento a longo termo se for usado propriamente. O que você precisa fazer é gerar e imprimi-los offline. Você pode salvar o link da página e a abrir offline, por exemplo. Se você for realmente paranoico, você os pode salvar como mídias de apenas leitura e os acessar de um computador diferente. Para armazenamentos realmente longos, use papeis especiais para arquivos.
Outra abordagem a se tomar é usar computadores separados para armazenar seu dinheiro que ficam a maior parte do tempo offline. Você pode facilmente comprar um velho laptop, formatá-lo, instalar nele o sistema operacional Linux e um cliente Bitcoin. Gere um endereço nessa máquina e envie seu dinheiro para ela através da sua carteira principal. Dependendo de quão paranoico você seja você pode conectar esse computador à internet depois para sincronizar suas informações com a rede Bitcoin e então desligue e deixe-o de lado em algum lugar seguro até que você precise dele.
Carteira na memória (Brain Wallets) Não. Essas não são para você. A não ser que você seja um programador em segurança consciente, essas não são para você. (Este tipo de carteira consiste em se guardar a senha da carteira na memória, logo caso a pessoa esqueça, morra ou fique incapacitada mentalmente, o dinheiro se perde)
Diversificando Manter todos os ovos em um só cesto nunca é algo bom. Você deve buscar diversificar alguns de seus ativos em Bitcoin para o caso de um de seus métodos de armazenamento falharem. Algumas formas para você diversificar:
Como não diversificar:
Aceitando pagamentos com segurança
Nós tratamos formas seguras de se armazenar dinheiro, agora uma nota rápida sobre pagamentos com bitcoins e sua segurança.
Em primeiro lugar, quando você estiver fazendo uma transação, pague suas taxas. Transações sem taxas podem levar uma eternidade para se propagarem, confirmarem e finalizarem. Isso pode gerar um monte de estresse, então, paga suas taxas.
Em segundo lugar, quando aceitar pagamentos altos em Bitcoin (digamos que você, de repente, deseje vender uma barra de ouro em Bitcoins), espere a confirmação de pelo menos uma dessas transações. Seis é o melhor, mas tendo pelo menos uma confirmação é muito melhor do que não ter nenhuma. Esse é a regra de ouro para os paranoicos (Eu não faria isso para transações casuais), mas talvez isso irá protegê-lo se você estiver lidando com pessoas suspeitas.
Resumindo… Isso deve servir para o básico. Se você quiser ler mais sobre segurança Bitcoin no geral, aqui está minha tese de mestrado no assunto[https://bitcointalk.org/index.php?topic=88149.0]. Um monte de perguntas sobre Bitcoin e segurança podem também ser respondidas no Bitcoin StackExchange [http://bitcoin.stackexchange.com/] – faça questão de dar uma olhada nele. Comentários e sugestões são bem vindos.
Traduzido por: Sarah Alexandre Original em: http://www.reddit.com/Bitcoin/comments/1pxy4w/basic_bitcoin_security_guide/
submitted by allex2501 to BrasilBitcoin [link] [comments]

Como fazer uma Paper Wallet para Bitcoin

Como fazer uma Paper Wallet para Bitcoin
Uma das opções mais populares para manter seus bitcoins seguros é algo chamado de Paper Wallet (algo como: carteira de papel). Aqui vamos explicar como transformar todas aquelas moedas digitais em uma nota física usando apenas uma impressora.
Saiba que neste guia falaremos sobre bitcoin. No entanto, os conceitos básicos se aplicam a qualquer outra cryptomoeda; como por exemplo, o litecoin.
O que é uma Wallet(carteira) e por que eu preciso de uma?
Uma bitcoin wallet consiste em duas "chaves". Você provavelmente já está familiarizado com a chave pública, que é o endereço de sua carteira e é a forma como as outras pessoas enviam bitcoins para você.
A outra parte da sua carteira bitcoin é a chave privada. É isso que lhe permite enviar bitcoins para outras pessoas.
A combinação da chave pública do destinatário e sua chave privada é o que faz uma transação em cryptomoeda possível.
É importante compreender que, se alguém obtém a chave privada de sua carteira, podem retirar os seus fundos – e é por isso que é absolutamente essencial que ninguém a descubra.
Então, se você mantém suas moedas em uma carteira virtual qualquer, ou em um software carteira em seu hard-drive, você está vulnerável a ataques de hackers ou malwares que podem registrar o que você digita.
Além disso, um computador roubado ou uma falha do disco rígido também pode fazê-lo dar adeus para o seu tesouro digital.
Usada com cuidado, uma Paper Wallet pode protegê-lo contra essas possibilidades.
O que é uma Paper Wallet?
É um documento que contém cópias das chaves públicas e privadas que compõem a sua carteira. Muitas vezes, ele vai ter os códigos QR, de modo que você pode rapidamente digitalizá-los e adicionar as chaves em uma carteira de software para fazer uma transação.
O benefício de uma Paper Wallet é que as chaves não são armazenadas digitalmente em qualquer lugar, e não estão, portanto, sujeitas a ataques cibernéticos ou falhas de hardware.
A desvantagem de uma Paper Wallet é que papel e a tinta podem degradar, e papel é relativamente frágil - e definitivamente vale a pena manter bem longe do fogo e da água, por razões óbvias.
Além disso, se você perder uma Paper Wallet, você nunca será capaz de acessar os bitcoins enviados para seu endereço.
Criando uma Paper Wallet
Aqui estão 10 passos necessários para criar uma Paper Wallet:
  1. Para gerar um novo endereço bitcoin, abra o BitAddress.org no seu navegador (ou LiteAddress.org para litecoin ).
  2. O BitAddress (mas não LiteAddress) vai pedir para você criar alguma aleatoriedade, digitando aleatoriamente caracteres no formulário ou movendo o cursor ao redor.
  3. Você verá chaves públicas e privadas e seus respectivos códigos QR. Não verifique-os.
  4. Clique na guia 'paper wallet '.
  5. Selecione o número de endereços a gerar.
  6. Se você não deseja manter a arte, clique no botão 'Hide art'.
  7. Clique no botão "Gerar" para criar novas carteiras.
  8. Uma vez que as carteiras são geradas, clique no botão "Imprimir" para fazer uma cópia na impressa.
  9. Seu navegador irá pedir para selecionar a impressora que deseja usar. No caso do Google Chrome, você também pode salvar a página como um arquivo PDF.
  10. Anote os endereços públicos, ou escaneie o código QR do endereço público no seu aplicativo bitcoin (ou litecoin) e comece a depositar fundos.
Para os usuários do site da Blockchain.info, há também uma opção de Paper Wallet [https://blockchain.info/wallet/paper-tutorial]. Clique na opção "Import/Export", e procure o link 'Paper Wallet' no menu do lado esquerdo .
Uma opção muito mais sofisticada para a sua Paper Wallet pode ser encontrada em Bitcoinpaperwallet.com.
Este site oferece um design à prova de violações de uma Paper Wallet. Também é possível solicitar etiquetas holográficas para provar que a carteira não foi adulterada. Ele também fornece um CD de instalação do Ubuntu com o software de Paper Wallet pré-instalado.
Preocupações com a segurança
As implicações e riscos ao armazenar grandes quantidades de dinheiro, podem fazer você querer tomar precauções sérias de como proceder para criar a sua Paper Wallet e depois guardá-las.
  1. Não deixe ninguém ver você criar a sua carteira.
  2. Ambos, BitAddress e LiteAddress, dão suporte a chaves privadas através do algoritmo BIP38 . Isto fornece autenticação de dois fatores para a sua Paper Wallet; ou seja: algo que você tem (Paper Wallet), e algo que você sabe (a senha). Além disso, observe que você terá que usar o mesmo site no futuro para descriptografar a chave privada.
  3. Para afastar o risco de qualquer tipo de spyware monitorando sua atividade, você deve usar um sistema operacional limpo. Uma boa maneira de conseguir isso seria a criação de uma unidade flash USB ou DVD com uma distribuição Linux "LiveCD ", como o Ubuntu.
  4. Além disso, uma vez que uma Paper Wallet, foi criada através de um site, é possível ao código do Website funcionar offline. Portanto, ao criar as chaves públicas e privadas, deixe o seu computador offline antes de gerar as chaves.
  5. Por questões de segurança, imprima a sua Paper Wallet a partir de uma impressora que não esteja conectada a uma rede.
Dicas para manter sua Paper Wallet
Exportação de chaves privadas de carteiras altcoin (moedas alternativas)
Se você quiser criar uma Paper Wallet para uma moeda menos utilizada que não possui um site gerador de endereço, ainda há uma maneira de conseguir isso.
O que cada moeda alt possui é uma variação da aplicação de carteira Bitcoin - Qt.
Então você agora tem as chaves públicas e privadas da carteira. Você pode imprimi-las como estão, ou você pode optar por gerar códigos QR para imprimir.
No entanto, os detalhes da carteira continuarão a existir no seu computador. A única maneira de removê-los é para abrir o seu gerenciador de arquivos no 'C: \ Users \ [ YourUsername ] \ AppData \ Roaming \ [ Wallet App Name] \' pasta e apagar o arquivo 'wallet.dat'.
NOTA: isto irá remover todos os endereços mantidos na carteira de software, e você deve se certificar de que não existem fundos restantes nos outros endereços que serão excluídos.
Agora você é o orgulhoso proprietário de uma Paper Wallet não hackeável para suas moedas digitais. Se, no entanto, uma Paper Wallet não é para você, você pode usar sua própria mente com uma Brain Wallet (carteira de cérebro[http://www.coindesk.com/how-to-create-a-brain-wallet/]).
Tradução: Sarah Alexandre
submitted by allex2501 to BrasilBitcoin [link] [comments]

MERCADO BITCOIN - Como se cadastrar e abrir sua carteira ... Carteira de Bitcoin como fazer - Passo a Passo Como criar uma carteira de BITCOIN Completo - PARA INICIANTES Coinbase  Como criar uma carteira Bitcoin - A Melhor ... Como criar sua carteira no mercado bitcoin

Acesse o site bitcoin.org, na aba “resources” você poderá acessar o diretório “wallets”.Uma série de carteiras digitais estará disponível para download, mas antes confira nosso guia de como escolher a melhor carteira para você. A carteira escolhida para esse passo a passo será a Electrum. A BitBox02 é uma carteira de hardware desenvolvida e fabricada na Suíça. É equipada com uma tela OLED, sensores de toque invisíveis, suporte a USB-C e USB-A, backups offline via cartão microSD e sistema mnemônico BIP39. Configurar uma carteira BitBox02 e gerenciar suas moedas é simples através do BitBoxApp. Como fazer uma carteira Bitcoin? Antes de mais nada, você precisa garantir que já leu grande parte do conteúdo do nosso site e está sem dúvidas sobre esse ser um investimento que se encaixa no seu perfil de investidor. Dessa maneira, será muito mais fácil para você tomar as suas decisões e aumentar o seu patrimônio para alcançar os ... 6 – Configurar a Segurança da sua carteira. Se você já tem uma Carteira Bitcoin pode ver nosso artigo como comprar bitcoins. 1 – Acessando o site BlockChain. A blockchain é um site Europeu mais popular do mundo que cria endereços de carteira para você enviar e receber bitcoins de forma segura. Como Criar uma Carteira Bitcoin Online. A carteira, no mundo das bitcoins, é equivalente a uma conta de banco. É nela que o usuário receberá, armazenará e enviará bitcoins. No âmbito geral, são duas as versões de carteiras de bitcoins: o...

[index] [19493] [35052] [7392] [34606] [15221] [1208] [25046] [31784] [15958] [30299]

MERCADO BITCOIN - Como se cadastrar e abrir sua carteira ...

Aprenda a Criar Uma Carteira Bitcoin Rápido e Fácil em apenas 5 minutos! Site Coinbase: https://www.coinbase.com/ App IOS e Android Coinbase: https://www.coi... Como fazer sua carteira de bitcoin - Duration: 7:27. ... Aprenda como funciona e como abrir uma carteira na Blockchain para guardar Bitcoin. Porque ter uma? - Duration: 21:25. Faça seu cadastro no Mercado Bitcoin e abra sua carteira de moedas digitais. INSCREVA-SE NO CANAL E FIQUE ATUALIZADO Toque no sininho e receba direto no seu ... Please watch: "🔴 01 Company Melhor Apresentação Atualizada! 🔥" https://www.youtube.com/watch?v=1KJ8cP_5eTw --~-- Inscreva-se: https://goo.gl/4j9Kzz Clique aq... Crie sua carteira BITCOIN CASH de forma segura! Depois de criada a carteira, REGISTRE-A na FAUCET HUB para poder se cadastrar nas faucetes e já começar a gan...

#